Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

20:29 20 de May de 2022

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:18:06 15/12/2021 |ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA |NORDESTE

Ultima atualização: 18:09 15/12/2021

Divulgação
Prefeito João Campos e diretor Fabio Abrahão

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Prefeitura do Recife assinaram contrato para estruturação da concessão de seis parques municipais. O documento, firmado nesta terça-feira, 14, prevê a prestação de serviços técnicos de apoio, avaliação, estruturação e implementação de projetos, visando conceder à iniciativa privada os serviços de visitação dos parques do Capibaribe, Jaqueira, Santana, Caiara, Macaxeira e Dona Lindu.

O processo possibilitará a revitalização e modernização das unidades, e permitirá a manter as atividades turísticas e de lazer nos locais. Os parques passarão por estudos de viabilidade, e a expectativa é de que a estruturação ocorra em 2022, ano em que também deverá ser realizado o leilão.

“Além de uma maior preservação do meio ambiente e do fortalecimento do turismo, esporte e lazer na cidade, milhares de visitantes e usuários dos principais parques do Recife se beneficiarão com melhores serviços nas unidades”, explicou o prefeito João Campos.

“O Recife será um projeto-piloto para a atuação do BNDES na estruturação da concessão de parques municipais, com um grande potencial de difusão para todo o País”, explica Fabio Abrahão, diretor de Concessões e Privatizações do Banco. O superintendente da Área de Governo e Relacionamento Institucional do BNDES, Pedro Bruno Barros de Souza, acrescenta: “Com a entrada no nível municipal, esperamos contribuir ainda mais com uma agenda importante sob o ponto de vista do desenvolvimento sustentável, com foco em preservação ambiental, turismo sustentável e geração de renda e desenvolvimento regional”.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux, a atuação do BNDES junto ao mercado de parques colocará o setor em um patamar elevado de desenvolvimento. “Isso gera um potencial de atrair investidores estrangeiros e empresas mais consolidadas do setor de concessão, o que contribui diretamente para alcançar o sucesso do nosso Programa de Concessões de Parques”, afirma Dubeux.

Já o secretário executivo de Parcerias Estratégicas do Recife, Thiago Ribeiro, ressalta a importância dessa contratação: "Estamos muito satisfeitos por sermos o primeiro município do Brasil a fechar um contrato para o estudo de soluções sustentáveis em parques urbanos. Este é o nosso objetivo: colocar o Recife como referência nacional de melhores práticas em Parcerias Público-Privadas, associando interesse público à sustentabilidade econômica e ambiental”.

Barros de Souza destaca que o modelo de atuação proposto pelo BNDES vem sendo desenvolvido em conjunto com parceiros estratégicos, como o Instituto Semeia, e é pautado em amplo diálogo junto aos principais agentes do setor. “O modelo pressupõe a formação de uma carteira de projetos robusta de parques em nível nacional, possibilitando a atração de novos investidores para alavancar a agenda do setor e levantar recursos para manutenção, exploração sustentável e conservação dos parques”, explica o executivo.