BNDES - Agência de Notícias

01:26 19 de October de 2019

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:14:47 19/02/2019 |ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA |SUL

Ultima atualização: 16:12 19/02/2019

Itamar Aguiar - Palácio Piratini

O presidente Joaquim Levy e equipe da Área de Desestatização e Estruturação de Projetos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) se reuniram, nesta terça-feira, 19, na sede do Banco, no Rio, com comitiva do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, liderada pelo governador Eduardo Leite.

Na pauta do encontro, do qual também participaram as diretoras do BNDES, Eliane Lustosa (Investimento) e Karla Bertocco (Governos e Infraestrutura), as possibilidades de suporte técnico do Banco para a estruturação de operações de desestatização de empresas públicas e na elaboração de modelagens de parcerias público-privadas (PPPs).

“Dentro do processo de ajuste fiscal e de modernização da máquina pública do Estado, acreditamos que privatizações de alguns ativos e parcerias com a iniciativa privada podem modernizar e melhorar a qualificação da prestação de serviços para a população”, disse Eduardo Leite.

Também presente no encontro, o chefe do Departamento de Desestatização e Estruturação de Projetos Estaduais do BNDES, Guilherme Albuquerque, detalhou como o Banco tem prestado o serviço para outros Estados: “A partir de uma abordagem de diagnóstico, em que fazemos uma análise jurídica, vamos a campo fazer o mapeamento de ativos e o levantamento de investimentos para discutir possíveis modelos de desestatização”.

Modernização de serviços públicos – Ao fim da reunião, o presidente Joaquim Levy convidou a equipe do Governo do Rio Grande do Sul a pensar oportunidades de uma agenda de transformação para a entrega de serviços públicos do Estado com uso de tecnologia. Segundo ele, muitos Estados passam por um processo de transição demográfica com grandes impactos na transição da força de trabalho.

“Há o desafio de se pensar o uso de ferramentas e tecnologias, já acessíveis para a iniciativa privada, também para modernizar a administração pública, sem que ocorra uma deterioração da prestação dos serviços”. Levy colocou o Banco à disposição do Rio Grande do Sul e disse que “tem o maior interesse de cooperar com o Estado” no avanço dessas iniciativas.

Completaram a comitiva do Governo do Rio Grande do Sul, durante a reunião, os secretários de Estado da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso; de Planejamento e Gestão, Leany Ramos; e de Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos. Do BNDES também participaram o superintendente de Desestatização e Estruturação de Projetos, Rodolfo Torres; e o gerente Francisco Coser.

19-02-2019_IA_10h_BNDS_06