Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

17:37 23 de June de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:10:57 01/02/2024 |INDÚSTRIA |SAÚDE

Ultima atualização: 17:05 01/02/2024

Hypera - Divulgação

Inovação na indústria visa lançar medicamentos inéditos no país até 2026

Uma indústria farmacêutica brasileira está investindo em pesquisa e inovação para o desenvolvimento de novos medicamentos nos próximos 3 anos. Entre os novos produtos estão fármacos a serem adotados no tratamento de doenças cardíacas, diabetes, alergias e até saúde mental. Os produtos que a Hypera espera lançar até 2026 incluem medicamentos inéditos no país ou, ainda, utilizando princípios ativos não encontrados atualmente no mercado nacional.

Para tanto, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou crédito no valor de R$ 500 milhões, no âmbito do programa BNDES Mais Inovação - com custo financeiro baseado em TR - para financiar o plano de inovação da Hypera. O apoio ao Complexo Econômico Industrial da Saúde é parte das Missões Industriais definidas no Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), que visa ampliar o acesso à saúde e mitigar vulnerabilidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O fortalecimento de um complexo industrial da saúde resiliente e inovador é uma das missões da Nova Indústria Brasil, do Governo Lula. Investimentos no setor farmacêutico, no âmbito do Plano Mais Produção, são essenciais para a ampliação da oferta de tratamentos à população brasileira e a redução do custo para o consumidor final.”, declarou o Presidente do BNDES, Aloizio Mercadante. “O setor produtivo brasileiro pode contar com o BNDES”, completou.

O plano de inovação da Hypera inclui desenvolver novas formulações, novas associações de fármacos, novas concentrações de ativos, estudos para uso de ativos ainda não comercializados no país e o desenvolvimento de genéricos não disponíveis no país.

Com isso, o apoio do BNDES ao projeto também se alinha à Nova Estratégia Nacional para o Desenvolvimento do Complexo Econômico-Industrial da Saúde (CEIS), que incentiva a retomada de investimentos em iniciativas locais com foco tecnológico e inovador.

23082529_Imagem_Fbr.jpeg