Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

18:48 23 de July de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:18:19 27/05/2024 |MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS |SUL

Ultima atualização: 10:58 28/05/2024

Rafa Neddermeyer - Agência Brasil

Fundo garantidor de crédito solidário do BNDES viabiliza R$ 5 bi para pequenos negócios do RS

  • “FGI PEAC Crédito Solidário RS” permite garantia de até 80% por operação de crédito

  • Poderão ser contratadas operações com valor de até R$ 10 mi, com até 84 meses para pagamento e até 24 meses de carência

  • Medida vale para regiões do Estado atingidas pelos eventos climáticos que tiveram estado de calamidade pública decretado

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disponibiliza, a partir desta segunda-feira, 27, operações de garantia no âmbito do programa “FGI PEAC Crédito Solidário RS”, fundo criado para atender à demanda de ampliação de acesso ao crédito do Estado do Rio Grande do Sul. A expectativa é que sejam viabilizados R$ 5 bilhões em novos créditos para produtores rurais, micros empreendedores individuais (MEIs) e micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), das regiões do Estado atingidas pelos eventos climáticos extremos e que tiveram estado de calamidade pública decretado.

O “FGI PEAC Crédito Solidário RS” permite garantia de até 80% por operação de crédito para operações com produtores rurais e com empresas cujo faturamento seja de até R$ 300 milhões por ano. Poderão ser contratadas operações com valor de até R$ 10 milhões, sendo permitidos até 84 meses para pagamento, e até 24 meses de carência.

A solução permite que, mesmo frente ao cenário adverso provocado pelas chuvas e enchentes, os agentes financeiros habitados junto ao FGI PEAC ofereçam linhas com condições diferenciadas nas operações de crédito que contratam.

“A medida integra um conjunto de soluções estruturadas pelo BNDES sob a orientação do presidente Lula para proporcionar alívio às empresas e produtores rurais em dificuldade no Rio Grande do Sul. Neste caso, o objetivo é beneficiar principalmente os pequenos negócios, que mais necessitam de crédito para manter ou retomar suas atividades”, afirmou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

Saiba mais: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/emergenciais/medidas-emergenciais-rio-grande-do-sul/medidas-emergenciais-rio-grande-do-sul

 

Foto Rafa NeddermeyerAgência BrasilFoto: Rafa Neddermeyer - Agência Brasil