Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

17:55 23 de July de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:16:25 23/05/2024 |INSTITUCIONAL |MEIO AMBIENTE

Ultima atualização: 16:28 23/05/2024

Rossana Fraga / BNDES

Com demanda crescente, Fundo Clima pode ser ampliado, diz Mercadante na Firjan

  • Em evento na Firjan, que celebrou o Dia da Indústria, presidente do BNDES convocou empresários a apresentarem projetos inovadores a serem financiados pelo Fundo

 

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, convocou, nesta quinta-feira, 23, os empresários da indústria no Rio de Janeiro a apresentarem projetos inovadores para que sejam financiados pelo Fundo Clima. O pedido ocorreu durante evento em comemoração ao Dia da Indústria, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), com a presença do vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

“Nós temos o Fundo Clima no BNDES, com R$ 10,4 bilhões, com taxa de juros fixa de 6,15%. Para eólica e solar, 8%, e para floresta, 1%. Então, por favor, apresentem bons projetos. Nós precisamos de projetos, de ousadia, desse espírito empreendedor que esta casa sempre defendeu e expressou”, disse.

Segundo Mercadante, há demanda crescente para utilização dos recursos do Fundo, que pode ser ampliada, pois a demanda por financiamento é três vezes o valor disponível atualmente. “Nós temos uma demanda crescente nessa área”, revelou. “Vamos, talvez, ampliar também essa linha, porque a demanda já é três vezes maior do que nós temos. Isso em quatro meses”, completou.

Nova Indústria – No evento, o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, ressaltou os avanços no país com a Reforma Tributária e a nova política industrial, que ampliou os recursos para inovação. Alckmin também destacou a aprovação, na Câmara dos Deputados, da Letra de Crédito do Desenvolvimento (LCD) e os benefícios já obtidos a partir do programa Mover, iniciativa que resultou em investimentos superiores a R$ 130 bilhões pela indústria automobilística no país.

“A indústria é importantíssima porque ela gera empregos, salários mais altos, está na ponta da inovação, da ciência. Agrega valor. Então, é fundamental para o desenvolvimento brasileiro”, discursou.

O Fundo - Vinculado ao Ministério de Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), o Fundo Clima foi criado em 2009 e é administrado pelo BNDES, que atua como gestor na aplicação dos recursos reembolsáveis. Sua criação foi um marco à época, sendo o Brasil pioneiro em apresentar um programa que utiliza como fonte os recursos oriundos da exploração de petróleo e gás com o objetivo de mitigar e combater os efeitos das mudanças climáticas.

 

Rossana Fraga BNDES (18)Rossana Fraga / BNDES