Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

17:31 23 de July de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:17:27 05/07/2024 |MEIO AMBIENTE |NORDESTE

Ultima atualização: 10:17 08/07/2024

Luciano Ferreira/Prefeitura do Recife

Com apoio do BNDES, concessão de serviços de quatro parques urbanos do Recife é leiloada

  • Banco estruturou concessão dos serviços de visitação dos parques Jaqueira, Santana, Apipucos e Dona Lindu; Consórcio Parques Brasil foi o vencedor nos dois Blocos do leilão
  • Acesso e uso continuarão livres e gratuitos à população, conforme Lei Municipal nº 18.824/21

 

Com projeto estruturado pela Fábrica de Projetos do BNDES, a Prefeitura de Recife leiloou, nesta sexta-feira, 5, o projeto de concessão dos serviços de visitação de quatro parques urbanos da cidade. O leilão foi realizado em dois blocos (A e B) na sede da B3, em São Paulo (SP).

O Bloco A é composto pelos parques Jaqueira, Santana, Apipucos e o Bloco B pelo Dona Lindu. A divisão em dois blocos teve por objetivo fortalecer a vocação regional de cada parque e captar mais investimentos para melhorar a infraestrutura e a conservação dos espaços. O acesso e o uso por parte da população continuarão livres e gratuitos, conforme previsto na Lei Municipal n. 18.824, aprovada em 2021.

O critério para seleção do concessionário envolveu o maior valor de outorga fixa, que é a quantia a ser paga ao poder público. O Consórcio Parques Brasil venceu o leilão para os dois blocos. O valor das propostas foi de R$ 198.306,75 para o Bloco A e R$ 140.599,91 para o Bloco B.

O diretor de Planejamento e Relacionamento Institucional do BNDES, Nelson Barbosa, destacou as melhorias que o projeto trará em termos de investimentos: “A concessão dos quatro parques urbanos do Recife busca assegurar a conservação e a revitalização desses espaços públicos, gerando empregos e promovendo desenvolvimento sustentável. Serão investidos cerca de R$ 49 milhões em melhorias na infraestrutura de lazer e instalações em diversas áreas, além de  investimentos em operação e gestão dos parques ao longo da vigência do contrato.”

De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão do Recife, Felipe Matos, a concessão de quatro parques urbanos representa um marco na história do Recife e um salto de qualidade nos serviços prestados à população. “É importante ressaltar que em todos eles o acesso continuará totalmente gratuito, previsto inclusive em lei, garantindo a democratização desses espaços para o convívio social, a prática esportiva e a contemplação do meio ambiente”, disse ele.

“A Prefeitura do Recife fiscalizará as empresas concessionárias, cobrando a oferta de serviços à altura do que já oferecemos à população. Por outro lado, os recursos que até então a gestão municipal emprega na manutenção e conservação desses espaços deverão ser empregados em novos investimentos para a cidade, como o reforço na infraestrutura e construção de novas creches, por exemplo", completou Matos.

O Consórcio vencedor será responsável pelas atividades de apoio à visitação, manutenção e modernização dos serviços, além de ações de conservação e proteção.

*Sobre os parques* – No Bloco A, o Parque da Jaqueira é um ícone urbano do Recife e tem potencial de oferecer programação para a família recifense e turistas na área de 71.552 metros quadrados. Já o Parque de Santana, com área de 60.175 metros quadrados, possui vocação esportiva, que pode congregar toda a cidade em torno das boas práticas esportivas. O Parque Apipucos foi recentemente reformado, abrangendo um parque infantil, um espaço para pinique, estacionamento para automóveis além da vocação ecológica, repleto de vegetação e em frente à Lagoa/Açude de Apipucos.

Em relação ao Bloco B, o Parque Dona Lindu, oferece sua beleza arquitetônica assinada por Oscar Niemeyer, com grande potencial para programação cultural, abrindo espaço para debates sobre sustentabilidade.