Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

16:57 23 de June de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:18:40 17/04/2024 |INDÚSTRIA |SUDESTE

Ultima atualização: 08:57 18/04/2024

Com R$ 200 mi do BNDES, Nexa amplia práticas sustentáveis no setor de mineração

  • Condições do financiamento do Banco estão vinculadas a contrapartidas de sustentabilidade

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinou contrato de financiamento no valor de R$ 200 milhões com a Nexa Recursos Minerais por meio do programa BNDES Crédito ASG, com condições vinculadas à melhoria de indicadores sociais e ambientais. A operação segue o conceito de linked-loan (empréstimo vinculado), em que as condições do financiamento podem melhorar de acordo com o cumprimento de contrapartidas de sustentabilidade pela companhia.

No caso da Nexa, que atua no setor de mineração e metalurgia, foi estabelecido, por exemplo, que a empresa deve obter o selo ouro no padrão internacional GHG Protocol, utilizado pelas empresas para divulgação de suas emissões de gás de efeito estufa. Para alcançar esta certificação, a Nexa deverá cumprir o ciclo de participação e publicar seu inventário de emissões de escopo 1 e 2 (respectivamente, aquelas decorrentes da atividade da empresa e de seu consumo de energia) no Registro Público de Emissões, plataforma desenvolvida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol com verificação feita por órgão acreditado pelo Inmetro.

Entre as contrapartidas pactuadas com o Banco, estão ainda a elaboração de uma política de responsabilidade socioambiental que contemple a política de investimento social com foco em educação e diversidade, a publicação de relatório de sustentabilidade e a obtenção de uma certificação em responsabilidade social para unidade da Nexa localizada em Três Marias (MG).

“O apoio ao projeto está em sintonia com a prioridade conferida pelo governo do presidente Lula à neoindustrialização brasileira, estimulando o aproveitamento de minerais estratégicos para a descarbonização da economia”, avalia o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

UnidadeMineradoraNexa_Foto Leo Drumond Agência NitroUnidade mineradora da Nexa - Foto Leo Drumond Agência Nitro

Segundo o diretor de Desenvolvimento Produtivo, Inovação e Comércio Exterior do BNDES, José Luis Gordon, “com o financiamento à Nexa, o primeiro de crédito ASG para uma companhia do setor de mineração, o BNDES ajuda a induzir uma retomada da atividade industrial em bases mais sustentáveis, alinhada à agenda do clima e à nova política industrial, capaz de gerar empregos e renda no país”.

Em 2023, a Nexa atualizou seu programa ESG, assumindo o compromisso de zerar suas emissões de gases de efeito estufa até 2050. A companhia planeja, para isso, reduzir suas emissões diretas em 20% até 2030, o que representa uma redução de cerca de 52 mil toneladas de CO2 equivalente. Além disso, pretende manter majoritariamente a participação de fontes renováveis em sua matriz energética e aprimorar a apuração das emissões provenientes da sua cadeia de valor.

"Este financiamento do BNDES não é apenas um impulso financeiro para nossas iniciativas, mas também um reconhecimento de nossos esforços contínuos para integrar práticas sustentáveis em nossa estratégia de negócios. Desde 2022, tornamos públicos nossos compromissos ESG de longo prazo, reforçando nossa transparência e determinação em impulsionar ações concretas em temas como redução de emissões, segurança, água e equidade de gênero", destaca Jose Carlos del Valle, vice-presidente sênior de Finanças e CFO da Nexa.

O apoio do Banco contribui ainda para que a empresa desenvolva práticas empresariais mais sustentáveis, em sintonia com os objetivos de descarbonização e transição energética previstos na Nova Política Industrial brasileira e com a Política Nacional de Mudança do Clima (PNMC).