Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

17:25 23 de July de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:16:18 23/01/2024 |MERCADO DE CAPITAIS

Ultima atualização: 17:14 23/01/2024

Cauê Diniz - B3 - Divulgação

BNDESPAR aplica R$ 37 mi em fundo de índice de diversidade de raça e gênero

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a aquisição de cotas do fundo de índice BB ETF Índice Diversidade B3 Investimento Sustentável (BB ETF IDIVERSA B3 IS) formado por empresas que adotam boas práticas relativas à diversidade de raça e gênero. Com aporte inicial de R$ 37 milhões, o investimento do Banco no fundo, por meio de seu braço de participações, a BNDESPAR, poderá chegar a R$ 100 milhões até outubro deste ano, tendo sua participação limitada a 50% do total das cotas.

Atrelado ao IDIVERSA3 e identificado pelo ticker DVER11, o fundo é voltado a investidores pessoa física e institucionais, como asset managers, hedge funds, mesas proprietárias e fundos de pensão.

O ETF apresenta vantagens para o investidor quando comparado aos fundos de investimento tradicionais. É mais simples e menos oneroso por oferecer diversificação por meio de um único investimento em uma cesta de ativos que compõem índices, como é o caso do IDiversa B3.

Quem investe também pode contar com maior liquidez. Como as cotas de ETFs são negociadas na bolsa de valores diariamente, não há necessidade de aguardar períodos longos de resgate, como ocorre nos fundos tradicionais.

Além disso, a transparência é outro aspecto do fundo. Por refletir um índice de mercado, é possível saber qual a composição do ETF a qualquer momento.

“Este aporte é o primeiro passo da retomada de investimentos pela BNDESPAR para o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro de ETFs e a ampliação do acesso pelas pessoas físicas a este tipo de produto por meio de métodos mais inovadores e sustentáveis”, afirmou a diretora de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis do BNDES, Natália Dias. Segundo ela, a entrada da BNDESPAR pode estimular a adesão de mais investidores e o fortalecimento da pauta de diversidade no mercado financeiro.

À frente da gestão do fundo, o presidente da BB Asset, Denísio Liberato, destacou a importância do aporte do BNDES para o crescimento do fundo, considerando o ganho de escala da iniciativa e os impactos positivos para as empresas comprometidas com a diversidade: “O investimento do BNDES representa um marco estratégico para o incremento do fundo”, disse Liberato.

IDIVERSA B3  Lançado em agosto de 2023 pela B3, é o primeiro índice latino-americano a medir critérios de gênero e raça nas empresas listadas, e acompanha a performance de um grupo de empresas selecionadas a partir de critérios determinados de diversidade da composição de suas categorias funcionais (Conselho de Administração, Diretoria Estatutária, Liderança e Não Liderança) no que diz respeito a raça/cor e gênero, em comparação com os dados do Censo do IBGE.

“O índice traz mais transparência às boas práticas ESG, ajuda a elevar a diversidade de forma consistente nas empresas, além de oferecer para o investidor, em especial para a pessoa física, a oportunidade de aplicar em um produto que esteja adequado aos seus valores”, eexplicou a vice-presidente de Pessoas e ESG da B3, Ana Buchaim.

Para saber mais sobre o tema, acesse o texto “ETFs Como Investimento na Agenda ASG”, disponível no Blog do Desenvolvimento.

 

bbasseteft
Equipes do BNDES, BB Asset e B3 no lançamento do índice em outubro de 2023.