Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

18:07 23 de June de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:13:44 11/06/2024 |INSTITUCIONAL

Ultima atualização: 17:47 13/06/2024

Reprodução site BNDES

BNDES reúne em site informações sobre medidas emergenciais para apoiar recuperação do RS

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou nesta terça-feira, 11, uma nova seção em seu site reunindo informações e orientações sobre as medidas emergenciais lançadas pela instituição para auxiliar na recuperação da economia do Rio Grande do Sul, estado devastado por eventos climáticos extremos.

Um dos destaques da seção é a linha BNDES Emergencial para o Rio Grande do Sul, com orçamento de R$ 15 bilhões, anunciada pelo presidente Aloizio Mercadante, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), na segunda-feira (10). Desde esta terça, empresas e empreendedores de todos os portes afetados pela calamidade já podem procurar seus bancos de relacionamento em busca de informações e para solicitar crédito.

“Por orientação do presidente Lula, o BNDES tem centrado todos os esforços para ajudar a reconstrução do Rio Grande do Sul”, ressalta o presidente do Banco, Aloizio Mercadante. “Além de reforçar a transparência do BNDES, esse novo portal, junto com nosso posto avançado no estado, que ficará permanente enquanto perdurar a situação de calamidade, é mais uma importante ferramenta orientativas para a população atingida pela catástrofe”.

Instalado pelo Banco na sede do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRC-RS), o posto avançado já prestou atendimento a 14 entidades de classe, dos mais variados setores, desde calçados até eletroeletrônica, passando por máquinas e equipamentos, hospedagem e alimentação, comércio varejista e atacadista, proteína animal, móveis, cooperativas, veículos e produtos lácteos. A lista das entidades e outras informações sobre o posto estão disponíveis na página.

A seção destaca ainda a suspensão dos pagamentos por até 12 meses, o FGI Peac Crédito Solidário RS – solução de garantia que viabiliza até R$ 5 bilhões em financiamentos – e a prorrogação de validade das certidões fiscais, além de trazer uma página de perguntas e respostas para esclarecer as principais dúvidas sobre as linhas de apoio ao Rio Grande do Sul.

Acesse o site aqui.

Crédito já pode ser solicitado nos bancos de relacionamento - Empresas e empreendedores afetados pela tragédia no Rio Grande do Sul já podem procurar o gerente do seu banco de relacionamento para solicitar o crédito do BNDES Emergencial. A linha atende pessoas jurídicas de direito privado de todos os portes (inclusive cooperativas), produtores rurais, transportadores autônomos de carga e empresários individuais, situados em municípios com estado de calamidade pública decretado, e que tenham sofrido perdas e danos econômicos e sociais causados pelos eventos climáticos extremos.

A Resolução nº 5.140/2024 do Conselho Monetário Nacional, aprovada na última quarta-feira, 5, definiu condições financeiras vantajosas para o acesso ao crédito. A linha Máquinas e equipamentos, possui taxa de juros de até 0,6% ao mês, prazo de pagamento de até 5 anos (com até 1 ano de carência) e valor máximo de crédito por cliente de até R$ 300 milhões. Na linha Investimento e reconstrução, a taxa de juros é de até 0,6% ao mês, prazo de pagamento até 10 anos (com até dois anos de carência) e valor máximo de crédito por cliente é de até R$ 300 milhões. E na linha Capital de giro, a taxa de juros é de até 0,9% ao mês, o prazo de pagamento de até 5 anos (com até 1 ano de carência) e o valor máximo de crédito por cliente de até R$ 400 milhões.     

Saiba mais aqui.


capa_tela