Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

00:59 05 de March de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:15:28 03/05/2023 |Não existem categorias associadas

Ultima atualização: 13:05 17/10/2023

BNDES investe até R$ 1,45 bilhão em seis fundos de participações em pequenas e médias empresas

Iniciativa pode alavancar mais de R$ 5,8 bilhões para investimentos           

Até dois fundos de Capital Semente e até quatro de Venture Capital serão selecionados por meio de chamada pública multissetorial

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da BNDESPar, investirá um total de até R$ 1,45 bilhão em seis Fundos de Investimento em Participações (FIPs) em pequenas e médias empresas. Para isso, lançou, nesta terça-feira, 2, edital de chamada pública multissetorial para a seleção dos fundos. Considerando que o Banco aplicará até 25% do montante de cada fundo, o potencial de alavancagem de recursos para investimentos é de pelo menos R$ 5,8 bilhões. Até dois dos FIPs selecionados deverão ser da modalidade Capital Semente e até quatro da modalidade Venture Capital.

“O BNDES tem entre seus segmentos prioritários às micro, pequenas e médias e empresas e lança mais um instrumento importante, neste momento econômico de aversão ao risco, para que as empresas possam investir em seus potenciais gerando ainda mais emprego e renda”, ressaltou o presidente Aloizio Mercadante.

As cotas a serem subscritas pela BNDESPar serão limitadas ao montante de até R$ 125 milhões para cada fundo de Capital Semente, e de até R$ 300 milhões para cada fundo de Venture Capital. Em ambas as modalidades, no entanto, deverá ser observado o percentual máximo de até 25% de participação da BNDESPar no capital comprometido de cada fundo.

Os FIPs de Capital Semente deverão ser voltados ao investimento em empresas brasileiras com faturamento anual de até R$ 16 milhões, e os de Venture Capital, voltados a empresas com faturamento de até R$ 300 mlhões. O edital prevê, ainda, que a BNDESPar somente se tornará cotista de fundos que apresentem capital comprometido mínimo de R$ 160 milhões na modalidade Capital Semente, e de R$ 200 milhões na modalidade Venture Capital. Nos dois casos, será considerado no cálculo o capital comprometido pela BNDESPar.

No que se refere aos critérios classificatórios para seleção dos fundos, merece destaque a diversidade da equipe do Gestor, à medida que será considerada a adoção de critérios de diversidade manifestada em política interna e/ou perfil da equipe e dos sócios do Gestor, tais como gênero, diversidade de etnia/raça e pessoas com deficiência. Serão mais bem pontuados Gestores com equipes diversas e que apresentem políticas de diversidade implementadas.

Para a diretora de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis do BNDES, Natália Dias, o investimento do Banco por meio de FIPs contribui para o desenvolvimento do mercado de capitais. “Isso porque permite que pequenas e médias empresas tenham acesso a capital de longo prazo; acelera o processo de crescimento das empresas, em especial em ambientes com restrição de crédito, como é o caso de mercados emergentes; e permite que empresas de todos os portes gerem melhorias em seus níveis de gestão, governança e transparência”, explica.

No que se refere ao momento atual escolhido para o lançamento da nova chamada de fundos, Natália acrescenta que: “O BNDES acha importante o lançamento desta chamada num momento de retração global de alocação de recursos para estes fundos associado a um cenário no Brasil de maior restrição ao crédito, permitindo que o BNDES exerça um papel contracíclico no apoio ao desenvolvimento de pequenas e médias empresas com elevado potencial de inovação. Adicionalmente, a conjuntura atual tende a representar boas oportunidades de investimentos, à medida que os ativos tendem a estar precificados abaixo da média histórica”.

O edital e demais informações sobre a chamada pública estão disponíveis no site www.bndes.gov.br/chamadamultissetorial2023.

BNDES e fundos de participação — Um dos pioneiros no apoio a programas de estruturação de fundos de capital de risco no Brasil, o BNDES participa dessa indústria desde o surgimento dos primeiros fundos, em meados da década de 1990. Ao longo dos últimos 27 anos, através da BNDESPar, o Banco vem contribuindo de forma sistemática para o fortalecimento do setor, por meio de investimentos em companhias de diversos segmentos e estágios de desenvolvimento.

A BNDESPAR tem atualmente R$ 6,75 bilhões de capital comprometido em 48 fundos ativos, alavancando R$ 25,65 bilhões de outros investidores, que consiste numa alavancagem de 3,8x, ou seja, para cada R$ 1 que a BNDESPAR investe, outros R$ 3,8 são investidos por outros investidores.

Diversificada, a carteira inclui desde fundos de Private Equity, com foco, por exemplo, em agronegócio, logística e energia; até fundos de Venture Capital, contemplando empresas dos setores de tecnologia da informação e biotecnologia; passando pelos de Capital Semente, voltados a empresas nascentes de base tecnológica.