Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Thu Dec 02 19:01:19 UTC 2021 Thu Dec 02 19:01:19 UTC 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:13:29 13/09/2021 |INSTITUCIONAL

Ultima atualização: 14:36 13/09/2021

PixaBay
  • Entre os pontos fortes apontados por agência de classificação, está a integração avançada de fatores ASG nas atividades do Banco
  • Avaliação é fruto de carta-convênio com o BID parapromoção de instrumentos de finanças verdes

 

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está entre as empresas mais bem avaliadas do mundo pela Vigeo Eiris (V.E), agência de classificação associada à Moody's Corporation que avalia o desempenho das organizações de acordo com critérios ambientais, sociais e de governança (ASG). Entre as 4.913 empresas participantes do ranking mundial, o BNDES se encontra na 86ª posição. Em mercados emergentes, entre as 848 organizações analisadas, o Banco está em 4º lugar.

 

A V.E destaca como pontos fortes do BNDES a integração avançada de fatores ASG em atividades de investimento e empréstimo realizadas pelo Banco; a utilização de sistemas em padrão internacional para prevenir discriminação e promover carreiras no seu quadro de empregados; e o emprego de esforços abrangentes para evitar práticas de corrupção e mitigar riscos de lavagem de dinheiro em suas atividades. A avaliação do BNDES foi contratada no âmbito de uma carta-convênio firmada com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a promoção de instrumentos de finanças verdes.

 

O chefe do Departamento de Relações com Investidores do BNDES, Gabriel Ervilha, explica que a avaliação por agências externas da incorporação de aspectos ASG nas políticas e operações das empresas vem sendo cada vez mais demandada por investidores. “Nesse sentido, o ótimo resultado no rating ASG valida a atuação do BNDES tradicionalmente voltada à sustentabilidade, nos posicionando entre os melhores do mundo nesse quesito, e também nos dá parâmetros para continuarmos com aperfeiçoamentos das nossas práticas.”

 

“O BID tem muito orgulho de apoiar o BNDES a consolidar sua reputação internacional como uma instituição que atua segundo os mais altos princípios de ASG. Ajudar a fazer a conexão entre capitais internacionais comprometidos com a benefícios sociais e ambientais e atores atuantes nesse sentido na América Latina é parte central da estratégia do BID para promover a recuperação econômica da região, a nossa chamada Visão 2025”, diz Morgan Doyle, representante do Grupo BID no Brasil.

 

Com esta classificação, temos a certeza de que o BNDES poderá tirar vantagem do fluxo crescente de capitais.

 

Segundo a V.E, o BNDES apresenta um desempenho avançado em termos de integração dos padrões ASG em suas atividades de concessão de crédito. A agência de classificação afirma que isso se deve, entre outros fatores, à política operacional do Banco, que estabelece diretrizes, instrumentos e procedimentos a serem seguidos durante a avaliação de um projeto, com requisitos específicos para determinadas operações e setores.

 

Quanto à estrutura de governança e aos processos de tomada de decisão, a agência destaca a criação, em maio de 2020, do subcomitê que trata de questões ASG dentro do Conselho de Administração, além da atuação de um comitê em nível operacional — existente desde 2014 —, que visa promover a integração da dimensão socioambiental nas políticas, processos e relacionamentos do Banco.

 

Além disso, no âmbito das questões relativas às mudanças climáticas, a V.E ressalta o fato de o BNDES dispor de várias ferramentas de financiamento para apoiar a transição para uma economia de baixo carbono, como fundos temáticos (por exemplo, Energia Sustentável), produtos de crédito (é o caso do RenovaBio, para o setor de biocombustíveis) e títulos verdes. Também chamou a atenção da agência a representatividade das operações vinculadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU na carteira do Banco.

 

A gestão de pessoal empreendida pelo BNDES foi outro ponto forte apontado pela V.E. De acordo com a agência, os mecanismos utilizados para prevenir a discriminação e promover a diversidade podem ajudar a garantir a atração e retenção de talentos para o Banco. Além do mais, afirma a V.E, “o emprego de sistemas avançados de treinamento e gestão de carreira pode fortalecer a capacidade do quadro funcional de manter as competências atualizadas, considerando a complexidade da atuação do BNDES e seus objetivos, para o Banco ter funcionários cada vez mais comprometidos com as questões ASG”.

 

A agência de classificação reconhece ainda os esforços do Banco na prevenção à corrupção e à lavagem de dinheiro. Citando os cursos de atualização anuais obrigatórios para todos os funcionários e as medidas de controle interno, que incluem avaliação de riscos de corrupção dos clientes e procedimentos para identificação e acompanhamento de atividades incomuns ou suspeitas, a V.E conclui que “o compromisso do BNDES a esse respeito é bastante forte, tanto em suas operações internas quanto nos projetos que apoia”.

 

Sobre a Vigeo Eiris — A V.E faz parte da Moody's ESG Solutions desde 2019. A Moody's ESG Solutions é uma unidade de negócios da Moody's Corporation que atende à crescente demanda global por ASG e percepções climáticas. A oferta abrangente do grupo inclui pontuações ASG, dados climáticos, classificações de sustentabilidade e certificação de finanças sustentáveis. A V.E avalia o nível de integração dos fatores de sustentabilidade na estratégia e nas operações das organizações.

 

Sobre o BNDES — Fundado em 1952 e atualmente vinculado ao Ministério da Economia, o BNDES é o principal instrumento do Governo Federal para promover investimentos de longo prazo na economia brasileira. Suas ações têm foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil. O Banco oferece condições especiais para micro, pequenas e médias empresas, além de linhas de investimentos sociais, direcionadas para educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano. Em situações de crise, o Banco atua de forma anticíclica e auxilia na formulação das soluções para a retomada do crescimento da economia.

 

Sobre o BID — O Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como missão melhorar vidas. Criado em 1959, o BID é uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e o Caribe. O BID também realiza projetos de pesquisas de vanguarda e oferece assessoria sobre políticas, assistência técnica e capacitação a clientes públicos e privados em toda a região.