Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

00:21 13 de April de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:19:09 29/02/2024 |ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA |NORDESTE

Ultima atualização: 19:13 29/02/2024

André Telles - BNDES / Divulgação

BNDES e Maranhão discutem novas parcerias para combate ao desmatamento e melhoria do saneamento

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, reuniu-se na tarde desta quarta-feira, 29, com o governador do Maranhão, Carlos Brandão, para tratar de novas parcerias em apoio às iniciativas do Estado. Entre os novos projetos discutidos, estão o financiamento para o Corpo de Bombeiros Militar estadual intensificar combate a incêndios, via Fundo Amazônia, e a aprovação, pela diretoria do Banco, de contratação de consultoria para o projeto de saneamento do Maranhão.

“Já temos encaminhado investimentos para modernização administrativa, informatização do Estado, consolidando o aumento da eficiência da gestão. O Maranhão está ampliando sua eficiência administrativa e, com isso, já vai ter este ano mais recursos disponíveis para crédito. Vamos fazer novas parcerias”, comentou o presidente do BNDES.

O apoio ao Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão faz parte da ampliação dos recursos disponíveis do Fundo Amazônia, administrado pelo BNDES, para os nove estados da Amazônia Legal atuarem no combate a incêndios florestais e queimadas ilegais. O valor a ser financiado é de até R$ 45 milhões por estado. “O governador organizou todo um sistema de combate aos incêndios no Estado e este é um assunto muito importante para o BNDES, para o Fundo Amazônia e para o combate ao desmatamento no país”, disse Mercadante.

Também nesta quinta-feira, 29, a diretoria do Banco homologou o resultado do processo seletivo para contratação de consultoria que apoiará o BNDES na estruturação de projeto de participação privada na prestação de serviço público de esgotamento sanitário em 214 municípios do Estado do Maranhão. “Foi feito o processo seletivo para garantir a competitividade e ter uma consultoria bem qualificada para apoiar o BNDES na modelagem e garantir uma prestação eficiente do serviço público no Estado. Com esse projeto, vamos trazer mais investimentos privados para defender o interesse do Estado”, explicou Mercadante.

O governador disse que a consultoria será fundamental para dar uma nova modelagem à companhia de água e esgoto, com melhores condições de atender a população. “É importante que nossa companhia esteja em condições aptas para funcionar melhor e servir melhor à população, tanto na parte de água quanto de saneamento. E vamos caminhar juntos nessa parceria com o BNDES pelo bem do Maranhão”, disse o governador Carlos Brandão.

O governo do Maranhão também apresentou ao Banco um projeto no valor de R$ 86 milhões, para regularização fundiária, também via Fundo Amazônia. “Vamos analisar, junto com o Ministério do Meio Ambiente para avançar na titularização de terras, pacificar o campo, apoiar o pequeno proprietário e dar segurança jurídica às famílias”, disse Mercadante.

André Telles Divulgacao BNDES