BNDES - Agência de Notícias

Sat Jan 18 15:16:34 UTC 2020 Sat Jan 18 15:16:34 UTC 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:15:55 07/11/2019 |INFRAESTRUTURA |NORDESTE

Ultima atualização: 19:02 07/11/2019

Fotos: Luciano Gomes Pacheco/Divulgação BNDES
Renan Filho e Montezano no lançamento da consulta pública da concessão do primeiro lote de sanemaneto básico de Alagoas

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, e o governador de Alagoas, Renan Filho, lançaram em Maceió nesta quinta-feira, 7, a consulta pública da concessão do primeiro lote de saneamento básico do Estado, envolvendo 13 municípios da Região Metropolitana de Maceió. O projeto, que ficará aberto a contribuições da sociedade, foi estruturado pelo BNDES e tem investimentos estimados em R$ 2,6 bilhões. A licitação está prevista para ocorrer no primeiro semestre do ano que vem.

A Grande Maceió soma cerca de 1,5 milhão dos 3,5 milhões de habitantes em Alagoas. Atualmente, apenas 10,9% dos moradores da região contam com esgotamento sanitário. A expectativa é que o serviço de coleta e tratamento chegue a 90% da população de cada município com a concessão.

O projeto prevê a universalização do fornecimento de água em seis anos, que permanecerá sob a responsabilidade da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). A empresa atualmente fornece água a 88% dos habitantes da Região Metropolitana.

 

WhatsApp Image 2019-11-07 at 10.08.36 AM

Montezano: foco na prestação de serviços de qualidade à população

 

Gustavo Montezano e Renan Filho destacaram que o cidadão quer ter acesso a serviços de qualidade, independentemente se for fornecido por empresa pública ou privada. “Hoje, a União e os Estados têm escassez de recursos e o caminho para investir são as parcerias público-privadas”, declarou o governador.

No lançamento da consulta pública, feito durante o Fórum Exame de PPPs e Concessões, o presidente do BNDES destacou os benefícios para a população: “Esta parceria vai beneficiar diretamente os moradores de Alagoas”, ressaltou. “O foco aqui não é a contratação de uma empresa, mas melhorar a prestação de serviços para a população deste Estado. Essa PPP vai ajudar a salvar crianças ao proporcionar a elas mais saúde e melhores condições de vida”.

 

BNDES e Alagoas lançam consulta pública de PPP de saneamento básico

Renan Filho: em tempo de escassez de recursos, PPPs são o caminho

Mais imagens na Galeria de Fotos

 

O saneamento básico tem sido um dos setores prioritários na agenda do BNDES, que vem buscando atuar em projetos com maior impacto social e ambiental. São 74,156 milhões de brasileiros – 35,7% da população –, que não contam com coleta de esgoto. Além disso, apesar de 83,5% dos habitantes terem acesso ao serviço de abastecimento de água, só 58% contam com atendimento com frequência e qualidade adequadas.

Montezano destacou a importância do capital privado no avanço do saneamento no Brasil: “Investidores internacionais dispõem de US$ 16 trilhões remunerados a juros negativos e procuram oportunidades de investimento”, observou. “Esse capital busca retorno, mas também que ser aplicado em investimentos sustentáveis, que gerem benefícios sociais e ambientais, como o saneamento”.