BNDES - Agência de Notícias

01:04 21 de September de 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:15:21 20/08/2020 |INDÚSTRIA

Ultima atualização: 17:08 20/08/2020

Divulgação
Com três empresas, Grupo atua também com locação e venda de veículos

• Com mais de 23 mil funcionários em todo o País, Grupo JSL terá R$ 360 milhões do Finame para compra de máquinas e equipamentos nacionais

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou R$ 360 milhões em linhas de crédito para três empresas do Grupo JSL (Julio Simões), que atuam em setores como logística, locação e venda de veículos. O grupo atualmente emprega mais de 23 mil pessoas e conta com mais de 200 filiais em 20 estados brasileiros, cobrindo todas as regiões do país.

Os recursos deverão ser aplicados na aquisição, comercialização e/ou produção de máquinas, equipamentos e sistemas industriais novos e de fabricação nacional — contribuindo para a sustentação da indústria brasileira e manutenção de empregos no País. Dessa forma, além do apoio ao grupo, gerando efeitos positivos para seus empregados e suas famílias, o financiamento beneficia sua cadeia de fornecedores.

As operações envolvem a própria JSL (R$ 200 milhões), que concentra as operações de logística do grupo, a Vamos Locação de Caminhões, Máquinas e Equipamentos (R$ 130 milhões), especializada no aluguel e venda de equipamentos, e a CS Brasil (R$ 30 milhões), criada para atuar em licitações públicas.

O grupo terá dois anos para utilizar os recursos, prazo que poderá ser prorrogado por mais 12 meses. Assim, a companhia poderá estruturar os desembolsos de acordo com suas necessidades durante a retomada econômica e, após a liberação dos recursos, terá flexibilidade para amortizar o financiamento em até 16 anos.

BNDES Finame Direto – O BNDES Finame Direto é uma linha de crédito que financia aquisição, comercialização ou produção de máquinas, equipamentos, veículos, sistemas industriais, componentes e bens de informática e automação nacionais. 

As empresas interessadas podem financiar a partir de R$ 10 milhões, com prazo de utilização que pode chegar a três anos. Desde fevereiro deste ano, o produto permite ainda o uso de 30% do valor financiado para capital de giro. Mais informações estão disponíveis neste link