BNDES - Agência de Notícias

Fri Oct 18 21:47:45 UTC 2019 Fri Oct 18 21:47:45 UTC 2019

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:18:56 07/10/2019 |INOVAÇÃO |MERCADO DE CAPITAIS

Ultima atualização: 15:00 09/10/2019

André Telles/Divulgação BNDES

A primeira edição do Programa BNDES Garagem de Desenvolvimento de Startups foi concluída na sexta-feira, 27 de setembro, com um encontro que reuniu os executivos, padrinhos e madrinhas das 79 startups apoiadas pela iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) de fomento ao empreendedorismo e negócios inovadores.

O BNDES Garagem vem sendo executado desde abril desse ano pelo banco de fomento em conjunto com as aceleradoras Wayra Brasil e Liga Ventures. O programa oferece infraestrutura em espaço de coworking no centro do Rio de Janeiro, estimulando o networking, além de acesso a workshops, mentorias técnicas e a aproximação com parceiros corporativos.

“Os principais objetivos desta primeira edição do BNDES Garagem foram cumpridos com o salto de qualidade das empresas e dos empreendedores proporcionado pelo programa”, explicou a economista Flavia Chagas, do Departamento de Gestão de Investimentos em Fundos do BNDES.

“O BNDES Garagem foi um divisor de águas em minha carreia empresarial. Aliás, o maior aprendizado que tive desde quando comecei a empreender, 30 anos atrás. Ao longo do semestre de realização da iniciativa, tive uma intensa troca de aprendizado com outros empreendedores, com a equipe de ensino e gestão destacada pelo Banco para as atividades e com o mercado em si”, afirmou o CEO da Sintecsys, Rogério Cavalcante.

Participante do módulo de aceleração, a startup paulista desenvolve uma solução que monitora e detecta de maneira automática incêndios florestais e em plantações utilizando com algoritmo proprietário embarcado em câmeras de alta definição no topo de torres de comunicação. Segundo ele, o envolvimento na aprendizagem foi fundamental para ampliar a atuação da Sintecsys. “Pude levar meus questionamentos e confrontar minhas certezas em um ambiente adequado, planejado para acolher minhas inquietações e transformá-las em ações concretas, pragmáticas. Já sinto os resultados no meu cotidiano”, revelou.

Ao todo, foram seis meses dedicados ao aprimoramento das soluções das startups do módulo de aceleração e ao desenvolvimento dos modelos de negócios das startups do módulo de criação, que são aquelas que ainda estão em estágio inicial. Durante esse período, foram realizadas diversas conexões diretas das empresas com os gestores de fundos de capital de risco e semente dos quais o BNDES é cotista, e também com executivos responsáveis por apresentar os produtos de crédito do Banco.

As startups também participaram de reuniões exclusivas com mais de 20 parceiros corporativos do programa, com foco em contratos de vendas ou no desenvolvimento de parcerias para a realização de provas de conceito para suas soluções. Uma dessas reuniões resultou no fechamento de um contrato entre a startup O2Obots, de Florianópolis (SC), participante do módulo de aceleração e a seguradora Mongeral Aegon, para a distribuição dos produtos da seguradora em uma plataforma de inteligência artificial. Saiba mais.

Mais de 120 funcionários do BNDES foram envolvidos em atividades de mentoria, workshops e apoio metodológico. “Acreditamos que o engajamento do corpo funcional representa um passo importante para a renovação de cultura e reforço da estratégia digital do Banco. A experiência do Garagem trouxe oxigenação para dentro do Banco”, revelou Flávia.

“Posso dizer que ganhei um lar com pessoas ímpares, competentes e sonhadoras. Foi um período de muito trabalho, wokshops, mentorias e eventos. Não sei nem dizer o quanto foi transformador sair da minha zona de conforto para viver tudo isso”, revelou Amanda Morgado, colaboradora da BioHack, startup participante do módulo de criação do BNDES Garagem, que transforma resíduos orgânicos, com qualquer teor de umidade, em energia e produtos de alto valor agregado.

 

 

Demoday: startups apresentarão ‘pitches’ em evento oficial de encerramento

Entre as atividades que ocorreram no encerramento das atividades do programa houve bancas de avaliação para escolher as 20 startups que irão apresentar seus "pitches" com destaque no Demoday – evento que marcará o encerramento oficial da primeira edição do BNDES Garagem, no próximo dia 22 de outubro.

“Foi extremamente gratificante participar da Banca e ver a evolução dos empreendedores, o amadurecimento dos modelos de negócio e a timidez dando lugar à desenvoltura. Estou muito feliz de ter aprendido e dividido aprendizados como todos", afirmou o engenheiro André Salcedo, do Departamento de Estruturação de Projetos 2 do BNDES.

No Demoday, todos os empreendedores que participaram do BNDES Garagem terão a oportunidade de expor suas startups a investidores, gestores de fundos e demais atores do ecossistema. Na ocasião, startups selecionadas farão um pitch para investidores. São elas: Atlas.ia, Benfeitoria, Biohack, Cloudia, Cuko, Engage, Gero360, iBench, Lookforme, Minha Coleta, Pickcells, Previsiown, Sintecsys, Tamboro, Touts, Ubots, VolunteerVacations, Waybol,Troca e Remedin.