Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

06:55 18 de May de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:12:45 12/04/2023 |INSTITUCIONAL

Ultima atualização: 13:05 17/10/2023

BNDES Garagem abre chamada priorizando soluções voltadas ao público feminino

Pela primeira vez seleção para o novo ciclo concederá pontuação extra a soluções voltadas às mulheresInscrições para a edição 2023 do BNDES Garagem – Negócios de Impacto estão abertas até 12 de maioAté 25 negócios em fase de tração e outros 20 em fase de criação serão selecionados

 
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o consórcio AWL, formado pelas aceleradoras Artemisia, Wayra e Liga Ventures, lançaram, nesta quarta-feira, 12, a chamada para a edição 2023 do BNDES Garagem – Negócios de Impacto, programa de aceleração de novos negócios e startups. Até 12 de maio estão abertas as inscrições para os dois estágios da iniciativa: Criação (para empreendedores ou startups que buscam apoio para darem os primeiros passos) e Tração (para startups que já possuem produto lançado no mercado e buscam crescer). Nesta edição, o Banco incluirá nos critérios de classificação pontuação extra para soluções voltadas ao público feminino. O anúncio foi feito pela diretora de Mercado de Capitais e Finanças Sustentáveis do BNDES, Natália Dias, durante evento online.Na categoria de Tração, serão selecionados até 25 startups de impacto e, na de Criação, até 20 empreendedores ou startups. Assim como no ciclo anterior, realizado no ano passado, continuarão a ser priorizados negócios que visam oferecer soluções nas áreas de educação, empregabilidade, educação financeira, finanças inclusivas, saúde e bem-estar, cidades sustentáveis e cidadania, meio ambiente e economia circular.De acordo com Natália, a chamada da edição 2023 confirma o sucesso da iniciativa e reforça a vontade do BNDES em promover cada vez mais a equidade de gênero. “Nos anos anteriores, demos destaque às iniciativas de impacto socioambiental, buscando sempre promover a diversidade regional, de gênero e de raça. Neste ano, além de continuarmos atentos às questões de diversidade, vamos priorizar soluções voltadas para o público feminino. Queremos cada vez mais apoiar iniciativas diversas e fora dos grandes centros, escalando esta bem sucedida iniciativa. Acreditamos na diversidade, na equidade e na inclusão como ferramentas transversais à atuação do banco e como linhas de negócio.", comenta a diretora do BNDES.Durante todo o programa, os participantes receberão apoio individual de especialistas; terão acesso a mentores para aconselhamento e resolução de desafios; conteúdos sobre inovação, empreendedorismo e impacto; serviços gratuitos e subsidiados; além de conexão com potenciais investidores e parceiros de empresas públicas e privadas.Os dois negócios que mais se destacarem no processo de aceleração, um em cada categoria, receberão um prêmio no valor de R$ 30 mil (Tração) e de R$ 20 mil (Criação).As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio de formulários eletrônicos, disponíveis no site do BNDES Garagem: https://garagem.bndes.gov.br/Para Luciano Gurgel, diretor executivo da Artemisia, "ter o BNDES levantando a bandeira dos negócios de impacto fez o tema chegar mais longe, em outro patamar. Como ator fundamental do mercado de capitais brasileiro, o Banco desenha sua Teoria de Mudança ao usar o BNDES Garagem como plataforma de lançamento de negócios de impacto para um futuro acesso ao mercado de capitais. Um dos nossos sonhos, e métrica de sucesso para o programa, é ver um dia um negócio de impacto acelerado pelo BNDES Garagem emitindo uma debênture ou um bond no mercado de capitais. E que os investidores desses papéis olhem não apenas o risco e o retorno do investimento, mas também o impacto por ele gerado”.“Sabemos que a captação para mulheres empreendedoras ainda está muito distante do ideal quando comparada à captação para projetos com homens em posição de liderança. Boas ideias não se sustentam sem um bom plano de negócios e networking, o que reforça a importância das mentorias desenvolvidas ao longo do programa. O consórcio AWL permite que os empreendedores criem novas conexões e estruturem ações conjuntas que agregam valor e um olhar focado para as startups, levando-as para o próximo estágio”, ressalta Guilherme Amorim, Head de Parcerias da Wayra.Rogério Tamassia, diretor da Liga Ventures, avalia a relevância do BNDES Garagem para o ecossistema de impacto. “Iniciativas como essa trazem oportunidades verdadeiras para que as startups consigam crescer e fazer a diferença no ecossistema de inovação. A parceria entre o BNDES e o consórcio AWL tem sido um sucesso e tenho certeza que os resultados desse ciclo seguirão trazendo impactos positivos e transformando os negócios do banco”.A iniciativa do BNDES tem a missão de desenvolver e fomentar o empreendedorismo no Brasil por meio do apoio a startups. Até o momento, sete mil startups se inscreveram nas diferentes edições do programa, que contou com um total de 163 participantes.Entre as participantes do programa que possuem soluções voltadas para o público feminino estão startups como a Direito Ágil, que desenvolveu um aplicativo que facilita o acesso da mulher em situação de violência doméstica à justiça e amplia a sua proteção; a Korui, que desenvolve produtos menstruais reutilizáveis, que buscam ressignificar a relação das mulheres com o próprio corpo e o planeta; e a Ela Faz, que criou uma plataforma de tecnologia educacional que capacita e conecta profissionais mulheres autônomas a clientes.Mais informações sobre o programa e todas as startups aceleradas estão disponíveis em http://www.garagem.bndes.gov.br.