Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

00:33 13 de April de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:14:54 08/03/2024 |INFRAESTRUTURA

Ultima atualização: 15:06 08/03/2024

AENA Divulgação

Aeroporto de João Pessoa inaugura após ampliação com financiamento do BNDES

Foi inaugurada, nesta sexta-feira, 8, a ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de João Pessoa (PB), que contou com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com melhorias estruturais que incrementam sua capacidade operacional. O terminal também ganha uma nova área internacional reversível e equipamentos tecnológicos para tornar-se mais confortável e sustentável.

O financiamento do BNDES, no valor de R$ 1,05 bilhão, foi destinado a Aeroportos do Nordeste do Brasil S.A. (AENA Aeroportos NE) que assumiu as concessões dos aeroportos de Recife (PE), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Juazeiro do Norte (CE), compondo o Bloco do Nordeste da Quinta Rodada de Concessões Aeroportuárias, em 2019. A solenidade de inauguração reuniu a diretoria da AENA, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, representantes da Anac, do BNDES, da Secretaria de Aviação Civil, do governo do estado da Paraíba, entre outras autoridades, além do trade turístico local.

O projeto apoiado pelo BNDES foi estruturado na modalidade project finance non recourse - em que o crédito é lastreado na própria operação e lucro futuro gerado da empresa financiada – e contempla investimentos contidos no Contrato de Concessão e definidos no Plano de Exploração Aeroportuária, voltados a adequar ao movimento projetado de passageiros e ao atendimento de indicadores de qualidade da prestação do serviço.

“A operação demonstra a capacidade do BNDES em estruturar operações para alavancar investimentos. Baseado nas garantias do projeto, aprovamos crédito superior a R$ 1 bilhão e oferecemos fiança bancária para cobrir 50% do crédito do BNB, que foi de R$ 790 milhões. Foi a primeira fiança bancária ofertada pelo BNDES no setor”, pontua o Superintendente de Infraestrutura, Felipe Borim.

Além do aumento da capacidade operacional, com a ampliação do terminal de passageiros e dos pátios de aeronaves, houve renovação e melhorias na pista de pousos e decolagens e espaços destinados aos passageiros.

"O financiamento, além de ser importante para a integração do país, reforça a operação dos aeroportos do Nordeste e mostra a disposição do BNDES de dar crédito de longo prazo baseado em garantias no próprio projeto" diz Luciana Costa, diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática.

 

Aeroporto_JoaoPessoa_07032024_₢RafaelPassos (608)AENA Divulgação