Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Sun Sep 26 14:57:53 UTC 2021 Sun Sep 26 14:57:53 UTC 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:11:11 17/08/2021 |SAÚDE |NORDESTE

Ultima atualização: 11:22 20/08/2021

Divulgação Unimed
  • Financiamento permitirá construção de novo hospital e galeria de serviços médicos
  • Mais de 4 mil empregos serão gerados após a conclusão do projeto
  • Nordeste é região com menos acesso a planos de saúde do País

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 83,7 milhões para a Unimed Natal (RN). A operação, no âmbito do produto BNDES Finem, destina-se à construção de uma torre hospitalar e de uma galeria de serviços médicos, no novo Complexo Hospitalar da instituição.

O projeto aumentará consideravelmente a oferta do atendimento médico prestado pela Unimed no Estado do Rio Grande do Norte, de cerca de 60 mil por ano, para mais de 220 mil por ano, em 2025.

Atualmente, a Unimed Natal dispõe de unidades de saúde próprias, mas com capacidade limitada, por isso identificou a necessidade de uma nova estrutura que possa atuar como hospital geral.

Para João Paulo Pieroni, chefe do Departamento do Complexo Industrial e de Serviços de Saúde do BNDES, “o novo hospital financiado pelo BNDES ampliará a oferta de leitos hospitalares disponíveis no Rio Grande do Norte, aproximando o Estado do número mínimo de leitos por habitante recomendado pela OMS”.

O projeto deverá gerar 400 empregos durante as obras de implantação. Com a nova unidade em operação é estimada a geração de mais de 4.000 vagas de empregos, diretas e indiretas, das quais boa parte ocupará profissionais qualificados para atuar no hospital.

Expansão - O novo Complexo Hospitalar contará com três conjuntos: o hospital existente, em que será feito um retrofit para modernizar as suas instalações e ampliar a capacidade de atendimentos materno-infantil clínicos e cirúrgicos; o Medical Center, que está sendo construído com recursos próprios e abrigará mais de 100 consultórios ambulatoriais; e a Nova Torre Hospitalar, além da galeria de serviços, ambas objeto dessa operação com o BNDES.

A Nova Torre Hospitalar terá doze pavimentos, operando como um hospital geral com 185 leitos de internação, 10 salas cirúrgicas, pronto-atendimento, além de estrutura para realização de exames de imagem (tomógrafos, raios-X, ultrassons e mamógrafos). A galeria, por sua vez, disponibilizará serviços de suporte aos usuários e profissionais do Complexo.

A nova estrutura hospitalar irá ampliar a capacidade de atendimento anual ambulatorial de 48.000 para 180.000 e a capacidade anual de cirurgia de 11.680 para 40.880 até o ano de 2023

Saúde suplementar – Hoje, existem no país 47,8 milhões de beneficiários de planos de saúde, além de outros 27,4 milhões que contam com planos odontológicos. Mais de 75% do total de associados a planos de saúde, particularmente os de renda mais alta, se concentram nas regiões Sul e Sudeste.

A região Nordeste, embora detenha 28% da população brasileira, tem apenas 15% do total de beneficiários de saúde suplementar, com pouco mais de 6,6 milhões de associados. No entanto, o Estado do Rio Grande do Norte, que tem 6% da população daquela região, registra 8% do total de beneficiários de planos de saúde da Região.

A empresa - Fundada em 1977, a Unimed Natal tem, hoje, mais de 1.600 médicos cooperados, numa rede que alcança os 167 municípios do Rio Grande do Norte. Sua rede credenciada inclui 18 hospitais, 62 laboratórios e 226 clínicas, além de unidades de fisioterapia e atendimento para urgências médicas. Responsável pela venda de planos de saúde destinados às classes A, B, C e D em todas as regiões do Estado, a cooperativa tem cerca de 197 mil clientes.