BNDES - Agência de Notícias

20:24 21 de September de 2019

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:12:21 20/09/2018 |SAÚDE |SUDESTE

Ultima atualização: 17:19 21/09/2018

O Hospital Sírio-Libanês e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinaram nesta sexta-feira, 14, em São Paulo, acordo de cooperação técnica para promover ações conjuntas voltadas à melhoria de gestão, governança e qualidade das entidades filantrópicas, as chamadas santas casas, que atendam no Sistema Único de Saúde (SUS). As duas partes se comprometem a estruturar um modelo de referência para diagnóstico, planejamento e implantação de melhorias operacionais e de gestão das entidades filantrópicas, além de definir indicadores para acompanhar as operações a serem financiadas pelo banco de fomento.

 

Conteúdo do texto em formato olho

“O Sírio-Libanês vai apoiar o BNDES nos critérios de avaliação, condicionantes contratuais e suporte de qualidade de gestão, além dos indicadores e metodologias mais eficientes e modernos”, afirma o presidente do BNDES, Dyogo Oliveira. “O resultado desse acordo será uma grande contribuição para melhorar a qualidade do atendimento prestado à população”.

 

Segundo Dyogo, o banco de fomento já atua há alguns anos na área da saúde e a ideia é ampliar essa atuação, “não só pelo retorno econômico, mas, principalmente, pelo impacto social que os recursos aplicados nessa área podem ter no País”.  Em operação desde 2010, a linha BNDES Saúde tem uma carteira de contratos de aproximadamente R$ 2 bilhões para apoio a projetos de dois tipos: investimentos físicos e reestruturação financeira.

 

Integrante do grupo de cinco hospitais reconhecidos como de excelência pelo Governo Federal, o Sírio-Libanês executa projetos do Ministério da Saúde por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS). Também atua em parceria com o poder público na gestão de cinco unidades de assistência hospitalar no Estado de São Paulo por meio do seu Instituto de Responsabilidade Social. O Sírio-Libanês atende mais de 15 mil pacientes por mês em seus serviços para a rede pública de saúde.

 

“Essa parceria com o BNDES é uma importante oportunidade de o hospital exercer seu compromisso social, compartilhando sua experiência em gestão e ajudando a melhorar a saúde de todos os brasileiros”, explica o diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês, Paulo Chapchap.

 

Instituições filantrópicas – No Brasil, cerca de 75% da população depende exclusivamente do SUS. Com mais de 2 mil unidades hospitalares, os hospitais filantrópicos são responsáveis por aproximadamente 37% dos leitos disponíveis e 42% das internações hospitalares. Nos serviços de média e alta complexidade, essas instituições respondem por 60% das internações no SUS em todo o País.