BNDES - Agência de Notícias

19:19 01 de Junho de 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:10:04 30/04/2020 |SAÚDE

Ultima atualização: 12:10 30/04/2020

  • Projeto é fruto de parceria do BNDES com a Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), SITAWI e Bionexo

  • A cada R$ 1 doado para a compra de equipamentos de proteção, o BNDES aportará mais R$ 1 até o limite de R$ 50 milhões

  • Plataforma de matchfunding  www.benfeitoria.com/salvandovidas conjugará doações financeiras de pessoas físicas e jurídicas

  • "Live" sobre o Salvando Vidas acontece nesta quinta-feira, 30, às 17h: https://youtu.be/zkkzIx4ASj0

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lança nesta quinta-feira, 30, a campanha de financiamento coletivo “Salvando Vidas”, com potencial para se tornar a maior ação desse tipo na história do país e que já conta com o apoio de grandes empresas como Linx e Klabin, a gestora de recursos Lorinvest e o Banco ABC Brasil. O BNDES vai dobrar o valor em dinheiro de contribuições da sociedade civil e de empresas até o valor de R$ 50 milhões. Essa quantia será aplicada na linha de frente do enfrentamento da pandemia do COVID-19, ou seja, na aquisição de material, insumos e equipamentos de proteção para os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que estão nos hospitais.

Esses itens serão comprados de forma centralizada pelo projeto e serão distribuídos para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que mais precisarem por todo o país. Essas entidades atendem, principalmente, pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o volume mobilizado pela campanha “Salvando vidas”, serão encontrados os melhores fornecedores desses equipamentos de proteção, com a vantagem de negociação com escala para se obter custos mais baixos.

A iniciativa funciona, portanto, somando recursos não reembolsáveis do BNDES Fundo Social ao financiamento coletivo – doações diretas e campanha de arrecadação com pessoas físicas e jurídicas – por meio da plataforma de  matchfunding no site www.benfeitoria.com/salvandovidas. A cada R$ 1 doado pela sociedade civil ou por empresas, o BNDES aportará mais R$ 1 no projeto, até o limite de R$ 50 milhões. Assim, o Banco dobrará o apoio da população.

O “Salvando Vidas” conta com parceria da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), que centraliza as demandas e a distribuição entre todos os hospitais do projeto, para que possam se fortalecer diante do número crescente de atendimentos de casos de COVID-19.

Entre os itens adquiridos pelo programa que vão para a linha de frente do combate ao novo coronavírus, estão máscaras cirúrgicas, luvas, capotes, aventais, óculos e máscaras de proteção, ou seja, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para a proteção dos profissionais da saúde de todo o Brasil que atuam no tratamento dos pacientes.

Assim, ao mesmo tempo em que dedica R$ 2 bilhões para projetos de alta capacidade, como leitos de UTI, respiradores e ventiladores, o BNDES convida a sociedade e as empresas em geral para participar dos esforços em aportes que fazem  diferença na vida dos pacientes e dos profissionais de saúde que lideram o combate à COVID-19.

 “Trata-se não só de apoio financeiro, mas de uma demonstração de que a sociedade pode enfrentar o problema de forma colaborativa. O BNDES usa sua capacidade de articulação para atender o que é prioritário para as pessoas agora: salvar vidas. Esperamos que a iniciativa tenha efeito multiplicador, estimulando pessoas, empresas e grandes doadores a se engajar no projeto”, ressaltou o Diretor do BNDES, Petrônio Cançado.

A CMB fará o dimensionamento, junto às instituições de saúde, dos bens e serviços mais críticos à prevenção e combate ao COVID-19, bem como dos hospitais a serem beneficiados pelo “Salvando Vidas”. A SITAWI, com o apoio da Benfeitoria, fará a gestão dos recursos financeiros, a prestação de contas e aquisição dos itens e a coordenação da campanha. Já a Bionexo disponibilizará sua plataforma de tecnologia para avaliação e cotação de preços junto a mais de 10 mil fornecedores e atuará no acompanhamento junto com a CMB das entregas individualizadas em cada instituição de saúde.

As Santas Casas e Hospitais Filantrópicos são responsáveis por aproximadamente 50% dos atendimentos do SUS no país. Além disso, empregam quase 1 milhão de pessoas – sendo um terço do efetivo de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem do país. Os materiais e equipamentos do projeto “Salvando Vidas” devem chegar a mais de 900 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, de todas as regiões do Brasil.

Conheça os parceiros da iniciativa Matchfunding “Salvando Vidas”:

CMB - Fundada em 1963, a CMB é uma entidade sem fins lucrativos que promove a união, integração e representação das Federações de Misericórdia, constituídas nos respectivos Estados, bem como das Santas Casas, Entidades e Hospitais Beneficentes. É composta por 16 Federações Estaduais e representa 2.172 hospitais sem fins lucrativos em todo o país, dos quais 1.704 atendem o SUS.

SITAWI FINANÇAS DO BEM - A SITAWI é uma associação privada, sem fins lucrativos, qualificada como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público. Fundada em 2008, a organização atua em Finanças Sociais (Gestão de Fundos Filantrópicos, Empréstimos Socioambientais e Contratos de Impacto Social) e foi pioneira no Brasil no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto social. No projeto, atua em conjunto com a Benfeitoria, plataforma de financiamento coletivo de projetos de impacto e pioneira em matchfunding no país.

BIONEXO - Fundada em 2000, a Bionexo é uma empresa de tecnologia e se caracteriza como uma health tech de soluções digitais para gestão em saúde, atuando como um marketplace que conecta compradores a fornecedores em todos os estados no Brasil, e também na Argentina, Colômbia e México. Pelo seu sistema, são transacionados mais de R$ 12 bilhões, por ano, em negócios da saúde e realizadas 540.000 cotações.

SERVIÇO:
Campanha de Matchfunding Salvando Vidas
Colaborações de R$10 até R$ 100 mil através de boleto e cartão de crédito pelo link www.benfeitoria.com/salvandovidas
Colaborações acima de R$100 mil via transferência bancária para SITAWI, pelo e-mail SalvandoVidas@SITAWI.net
Assista à Live sobre o programa, nesta quinta-feira, 30, às 17h: https://youtu.be/zkkzIx4ASj0

 

 

“Salvando Vidas” dobra doações de pessoas e empresas para proteger profissionais da saúde em hospitais de todo o país