BNDES - Agência de Notícias

15:13 01 de Junho de 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:12:26 11/05/2020 |ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA |INOVAÇÃO

Ultima atualização: 13:08 11/05/2020

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aderiu, no fim de abril, à Rede Nacional de Governo Digital (Rede Gov.Br), coordenada pela Secretaria de Governo Digital, do Ministério da Economia. Criada em 2018, a rede tem como objetivo promover a colaboração, o intercâmbio, a articulação e a elaboração de iniciativas relacionadas à temática de Governo Digital. O Banco integra a rede na condição de parceiro articulador.


São participantes da Rede Gov.Br: a União, Estados, do Distrito Federal, Municípios. Entre os benefícios: apoio na simplificação de serviços públicos, integração de iniciativas, maior proximidade entre governo e cidadão, economia de tempo e custo e estímulo à inovação. Associações, representantes do terceiro setor, instituições acadêmicas e entidades e órgãos públicos também participam, mas na condição de parceiros.


"A Rede Gov.Br já conta com 11 estados e 17 municípios brasileiros e faz parte da Estratégia de Governo Digital 2020-2022, lançada recentemente”, disse Luis Felipe Monteiro, secretário de Governo Digital do Ministério da Economia. “Agora, com a adesão do BNDES, teremos um parceiro importante no suporte logístico e financeiro aos entes subnacionais, dando-lhes fôlego para acelerar esta revolução no relacionamento do governo com o cidadão digital".

 

Promovidas pela rede, as ações de “Transformação Digital” visam ampliar a oferta de serviços públicos digitais e, com isso, facilitar o acesso do cidadão ao Estado. “O apoio do BNDES a projetos que acelerem a transformação digital dos entes públicos ganha ainda mais importância no contexto atual da pandemia, aumentando a oferta de serviços digitais aos cidadãos e reduzindo o custeio dos estados e municípios em um cenário de forte restrição fiscal”, afirmou o gerente Leandro Crema da Área de Gestão Pública e Socioambiental do BNDES.

 

Com o novo posicionamento como banco de serviços do Estado brasileiro, o BNDES tem a oportunidade participar das discussões sobre digitalização da gestão pública, integrando fóruns e reuniões e identificando oportunidades de ações conjuntas. Também reconhecido como referência estatal na adoção da tecnologia Blockchain e como coordenador das ações do Governo Federal em Internet das Coisas (IoT), o Banco ocupa papel central no debate sobre a aplicação de novas tecnologias no setor público.


“A adesão à Rede Gov.Br também vai proporcionar a prospecção de novas oportunidades de crédito, reforçando a posição do Banco como estruturador e financiador de projetos de modernização da gestão pública”, disse Gabriel Filártiga, chefe do Departamento de Gestão Pública do BNDES. Para isso, o BNDES dispõe das linhas de crédito já disponíveis a estados e municípios (PMAE e PMAT) ou de saldo disponível em operações já contratadas.

 

BNDES Finem - Modernização da Administração das Receitas e da Gestão Fiscal, Financeira e Patrimonial das Administrações Estaduais – PMAE

BNDES Finem - Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos – PMAT