Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Thu Jul 29 22:08:43 UTC 2021 Thu Jul 29 22:08:43 UTC 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:17:39 09/04/2021 |CULTURA

Ultima atualização: 18:06 09/04/2021

  •  Nova etapa da iniciativa prioriza propostas que usam a internet para expandir a experiência do público

  • A cada R$ 1 doado, o BNDES investe mais R$ 2 a partir do valor mínimo de R$ 75 mil por projeto

 

O programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural selecionou dez novos projetos que contemplam o uso da internet para extrapolar as fronteiras físicas da experiência do público com os patrimônios culturais. Em maio, esses projetos poderão captar recursos junto ao público em geral por meio de campanhas de crowdfunding (financiamento coletivo) hospedadas no site do programa: https://benfeitoria.com/bndesmais. Batizada de Edição Lab, nesta etapa o  BNDES investirá R$ 2 para  cada R$ 1 doado. Assim, caso atinjam suas metas de arrecadação, os projetos poderão receber do BNDES o dobro do valor captado, triplicando a arrecadação.  

 

Entre os projetos selecionados, de todas as regiões do Brasil, estão um tour virtual no Teatro Amazonas; o lançamento de websérie sobre mestres e saberes do Maracatu na WebTV Cambinda Estrela; a plataforma Teatro de Bonecos, que trará o registro visual de 100 peças e depoimentos dos seus brincantes; e o projeto “Filhos da Terra” com a cartografia que resgata itinerários de povos e bens culturais, tais como Festa do Divino, Círio de Nazaré e Bumba Meu Boi.

 

Nesta nova edição do programa – que ocorre desde 2019 – o BNDES fixou um valor mínimo do match em R$ 50 mil, ou seja, para receber os recursos do Banco o projeto deverá captar, pelo menos, R$ 25 mil via financiamento coletivo. Com isso, o projeto deverá custar, ao menos, R$ 75 mil, e ter prazo de execução de até 6 meses. A expectativa, portanto, é que as iniciativas consigam arrecadar pelo menos R$ 750 mil, sendo R$ 250 mil ou mais da sociedade e R$ 500 mil do BNDES.

 

“Por conta da pandemia de Covid-19 e do isolamento social, identificamos a necessidade de reformular o escopo do programa tanto para incluir o digital, que se tornou a ‘ordem do dia’, quanto para apoiar o setor cultural, especialmente atingido pela queda da atividade”, explicou a gerente Patrícia Zendron, do Departamento de Desenvolvimento Urbano, Cultura e Turismo do BNDES. Segundo ela, as experiências virtuais desses projetos poderão inspirar outras instituições a desenvolverem iniciativas semelhantes e estimular o público a apoiar novas formas de contato com o rico patrimônio cultural do nosso país.

 

Além de viabilizar a realização dos projetos, a iniciativa estimula a colaboração entre produtores culturais, segundo Yasmin Youssef, coordenadora do programa na Benfeitoria. “Nos quatro encontros do lab, pudemos trocar experiências com os proponentes, trazendo insights criativos e ferramentas para ajudá-los no desenvolvimento das ideias”, diz Yasmin. “Mas o mais impactante foi poder ver a sinergia entre os proponentes e a potência da troca entre eles, reforçando ainda mais o caráter colaborativo do programa BNDES+".

 

Projetos selecionados nas cinco regiões do pais:


NORTE

Tour Virtual Teatro Amazonas Associação Cultural Casarão das IdeiasVisitação virtual, via aplicativo, pela história da construção do Teatro e do seu entorno.


NORDESTE

PatNet - Centro Histórico de São Luís Instituto de Estudos Sociais e Terapias Integrativas

Educação Patrimonial Online - curso sobre o Centro Histórico de São Luís, com abordagens sobre o turismo responsável e o potencial da economia criativa no território.


WebTV Cambinda Estrela

Centro Cultural Cambinda Estrela

Ampliação das ações de difusão do canal com lançamento de websérie de 21 episódios sobre mestres e saberes do Maracatu de PE.


Plataforma Teatro de Bonecos 

Voar Arte para a Infância e Juventude

Registro visual de 100 peças e depoimentos dos seus brincantes, recolhidos de forma colaborativa, contribuindo com a salvaguarda e difusão do patrimônio.

 

CENTRO-OESTE

Projeto Filhos da Terra: Festa do Divino, Círio de Nazaré, Bumba Meu Boi, Maracatu, Congada

Lente Cultural Coletivo Fotográfico 

Cartografia que resgata itinerários de povos e bens culturais ao longo da história. Plataforma online de acesso, difusão e referência das manifestações documentadas.


Monumentos em Movimento

Associação Goiana de Artes Visuais

Produção de 20 mini-documentários sobre os mais diversos patrimônios de Goiás e seus processos construtivos, para serem exibidos em redes sociais.

 


SUL

Theatro São Pedro

Associação Pró Música de Porto Alegre

Visita Guiada virtual ao Theatro São Pedro conduzida por uma trilha gravada pela Orquestra do teatro.

 


SUDESTE

Museu Online de Arte Negra 

IPEAFRO

Exposição virtual, em realidade aumentada, de pinturas e documentos de Abdias Nascimento, cujo acervo possui duplo reconhecimento (Unesco e Conarq).


Oficinas do Peruaçu

Instituto Ekos Brasil

Capacitação em técnicas audiovisuais, para criação coletiva de vídeos e conteúdos sobre os sítios arqueológicos do PARNA Cavernas do Peruaçu.


Roteiro de Museus NiteróiI

BDCult

Jogo interativo que convida o usuário a conhecer, por meio de tour virtual e imersivo, os patrimônios materiais dos bairros da Boa Viagem, São Domingos e Ingá, em Niterói. Propõe um circuito em que os usuários colecionam “carimbos” por onde visitarem.

 

 

O programa - Lançado em março de 2019, o programa Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural foi o primeiro do gênero envolvendo uma instituição pública. O programa se baseia diretamente no engajamento da sociedade: a cada R$ 1 captado por projeto arrecadado junto ao público geral, o BNDES aplicará outros R$ 2, até que a meta mínima seja atingida. A iniciativa é resultado de uma parceria com a SITAWI Finanças do Bem e a plataforma de crowdfunding Benfeitoria, que hospeda o site do programa. Desde o lançamento, já foram apoiados mais de 30 projetos, com arrecadação total de R$ 5 milhões.

 


Saiba mais em: Matchfunding BNDES+ Patrimônio Cultural