Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

20:50 11 de May de 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:13:25 19/01/2021 |MERCADO DE CAPITAIS |CENTRO-OESTE |NORDESTE |NORTE |SUDESTE

Ultima atualização: 15:34 19/01/2021

Divulgação Suzano

Premiação é reconhecimento de investidores minoritários à oferta secundária de ações da companhia pela subsidiária do BNDES

 

 

A conclusão do ciclo de investimento da BNDES Participações S.A. (BNDESPAR) na Suzano S.A. conquistou o 8º Prêmio Amec de Eventos Corporativos (Prêmio Amec 2020). A premiação, concedida pela Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), é um reconhecimento dos investidores minoritários à oferta secundária de ações da companhia promovida pela subsidiária de participações societárias do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A operação, que teve o J.P. Morgan como coordenador líder, foi concluída em outubro de 2020 e contou com o apoio da Suzano, incluindo a presença de executivos da empresa em cerca de 100 reuniões com investidores. Como resultado do processo de oferta pública de ações da BNDESPAR, foram vendidas mais de 150 milhões de ações da Suzano, em uma operação que movimentou R$ 6,9 bilhões.

Aproximadamente 50% da demanda de investidores sobre o volume da oferta veio de investidores que naquele momento não eram acionistas da Suzano, o que contribuiu para uma maior diversificação da base acionária da companhia. Além disso, aproximadamente um terço dos investidores envolvidos na operação possuíam critério de investimento baseado em aspectos ambientais, sociais e de governança corporativa (ESG, acrônimo em inglês para environmental, social and corporate governance).

“O investimento do BNDES na Suzano foi um passo muito importante para o desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro, com avanços em termos de governança e sustentabilidade, e que teve seu ciclo encerrado de forma muito positiva para todos”, disse o diretor de Privatizações do BNDES, Leonardo Cabral.

O prêmio tem como objetivo identificar eventos corporativos com impacto positivo no mercado de capitais. A eleição é feita a partir de voto anônimo dos associados da entidade, que reúne cerca de 60 investidores institucionais, locais e estrangeiros. “O prêmio tem o intuito de trazer ao mercado o reconhecimento de nossos associados sob o prisma dos valores e princípios da Amec”, afirmou Fábio Coelho, presidente-executivo da associação.

De acordo com o diretor executivo e de Relações com Investidores da Suzano, Marcelo Bacci, por se tratar de uma operação que envolveu recursos públicos, a empresa não mediu esforços para que ela fosse executada “da melhor maneira possível”. “Ao analisarmos o papel que poderíamos exercer no suporte à BNDESPAR na oferta secundária de ações da Suzano, consideramos que a transação impactaria não apenas os investidores diretos, mas também a sociedade brasileira”, ressaltou.

Perfil da empresa – Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a Suzano exporta para mais de 80 países. A companhia emprega mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras para substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes renováveis.