Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Sun Apr 11 16:12:18 UTC 2021 Sun Apr 11 16:12:18 UTC 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:11:13 19/03/2021 |INSTITUCIONAL

Ultima atualização: 11:44 19/03/2021

BID/Divulgação
Em participação virtual, ele destacou experiência do Banco no tema

• Presidente do BNDES participou de seminário em reunião anual do BID

Como atrair mais investimentos sustentáveis para a Amazônia? Para o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, “a resposta a essa pergunta global é local”. Montezano foi um dos participantes do seminário sobre o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica realizado nesta quinta-feira, dia 18, como parte da Reunião Anual das Assembleias de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Em participação virtual durante o evento, sediado em Barranquilla, na Colômbia, o presidente destacou a experiência de décadas do BNDES atuando na Amazônia e explicou que o melhor caminho para uma solução sustentável, de maneira econômica e ambiental, é via apoio aos empreendedores da floresta. “Devemos encontrar e promover os empreendedores da floresta”.

Para ele, a maneira mais eficiente de apoiar o empreendedor da floresta local é por meio de financiamentos mistos (blended finance). “Veículos únicos que coordenem recursos não-reembolsáveis e reembolsáveis: essa será a melhor forma de alavancar o conhecimento local, reduzir custos transacionais e de capital para esses espíritos animais sustentáveis que temos na região”, afirmou.

A abertura do seminário contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Colômbia, Iván Duque. Em mensagem gravada para o evento, Bolsonaro destacou que o desenvolvimento sustentável e o fim do desmatamento ilegal dependem da valorização da economia amazônica e da melhoria da qualidade de vida da população local. 

“Por isso, estamos trabalhando para criar empregos, produtos e serviços que utilizem de modo sustentável os recursos da floresta”, explicou. “Queremos que esse esforço resulte na geração de ganhos e benefícios tangíveis para os 34 milhões de pessoas que moram na Região Amazônica, tanto no Brasil, quanto em nossos países vizinhos”.

O seminário teve como objetivo mostrar a visão conjunta entre líderes do setor privado e autoridades do setor público para atrair mais investimentos sustentáveis para a Região Amazônica no contexto do Pacto de Letícia pela Amazônia, acordo de cooperação assinado em 2019 por sete países da América do Sul, entre os quais o Brasil, para a proteção da região e o seu desenvolvimento sustentável.

Além de Montezano, também participaram como painelistas do evento o ministro da Economia, Paulo Guedes; o ministro da Fazenda e Crédito Público da Colômbia, Alberto Carrasquilla Barrera; o ministro do Ambiente do Peru, Gabriel Quijandria; o CEO do Banco Santander no Brasil, Sergio Rial; a secretária-geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), María Alexandra Moreira López; o CEO do Fundo para o Meio Ambiente Mundial, Carlos Rodríguez; e a diretora de Programa da Iniciativa Andes-Amazônia, Fundação Gordon & Betty Moore, Avecita Chicchón.