BNDES - Agência de Notícias

11:29 19 de April de 2019

Por: Agência BNDES de Notícias

12:36 28/02/2019 |AGRICULTURA

Noaldo Santos /MAPA
O presidente do BNDES, Joaquim Levy, visita a ministra da Agricultura, Tereza Cristina

Em visita ao Ministério da Agricultura ocorrida nesta quarta-feira, 27, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, acertou com a ministra Tereza Cristina uma agenda para ampliar e explorar novos instrumentos financeiros para o agronegócio.

Entre os assuntos da nova agenda estão inovação financeira, mecanismos de apoio do BNDES para o aumento da produtividade e instrumentos de gestão de risco para os produtores. Também serão exploradas novas formas de funding, visando sempre à redução do custo para o tomador final.

Levy lembrou que o banco desempenha um papel central no financiamento do investimento no setor agrícola e está presente ao longo da cadeia de geração de valor em todos os pontos do território nacional. No encontro, o presidente do BNDES promoveu acelerar a simplificação do acesso aos financiamentos, com desenvolvimento e automação de novos processos internos de análise de risco. Ele reafirmou que a instituição continuará apoiando a conectividade rural, financiando empresas dispostas a prover esses serviços.

 

BNDES e Ministério da Agricultura definem agenda para ampliar instrumentos financeiros para agronegócio

 

A ministra da Agricultura destacou a importância de se facilitar o acesso ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), especialmente para os pequenos agricultores. A ministra e o presidente também concordaram com a importância da validação das informações nesses cadastros — com a possibilidade de integrar diversas informações hoje esparsas em vários cadastros — e, especialmente, em explorar mecanismos de incentivo e apoio à regularização da situação das propriedades, facilitando o crédito e o aumento da produtividade.

O BNDES apoia e financia projetos de regularização fundiária e territorial por meio do Fundo Amazônia, de que é gestor. O fundo já patrocinou a inscrição de mais de 532 mil propriedades no CAR e tem aumentado seu foco no pequeno proprietário, como demonstra o contrato de R$ 30 milhões firmado neste mês com o Estado do Amazonas, que alcançará 36 municípios, beneficiando cerca de 55 mil proprietários rurais.

Durante a reunião combinou-se estudar o desenvolvimento de instrumentos financeiros que estimulem e agilizem a implantação dos programas de Regularização Ambiental (PRAs) previstos na legislação, considerando o Fundo Amazônia e outras fontes de apoio. Ao aderirem ao PRA, os produtores rurais estabelecem um plano de recuperação para a adequação ambiental de seus imóveis e ficam isentos de sanções enquanto adotam as providências acertadas no compromisso.

A possibilidade de financiamento em condições atraentes estimulará esses investimentos e a proteção ambiental no Brasil, aumentando o reconhecimento da sustentabilidade da produção agrícola do País. Para março, está prevista visita da ministra Tereza Cristina ao BNDES, quando ela deve confirmar data e sua presença em evento sobre competitividade, sustentabilidade e projeção internacional do agronegócio brasileiro, que o BNDES deverá promover na sua sede em maio.