BNDES - Agência de Notícias

12:31 23 de July de 2019

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:19:18 03/07/2019 |MEIO AMBIENTE

Ultima atualização: 19:42 03/07/2019

Rogério Assis - ISA

Apoiado pelo Fundo Amazônia, o projeto Origens Brasil recebeu o Prêmio Internacional de Inovação para a Alimentação e Agricultura Sustentáveis das Nações Unidas. O objetivo da premiação, entregue durante a 41ª Conferência da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), realizada em Roma na quarta-feira, 26, é reconhecer inovações capazes de contribuir para a transformação dos sistemas alimentares, a redução da fome no mundo e a segurança alimentar da agricultura familiar.

O Origens Brasil é uma rede de articulação multissetorial (produtores, empresas e consumidores), concebida pelo Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) e pelo Instituto Socioambiental (ISA), que busca mudar a forma convencional de fazer negócios com produtos da sociobiodiversidade, estimulando negócios mais éticos e transparentes.

Contribuindo com o esforço mundial para alcançar a meta da fome zero, o Origens Brasil dividiu com a Practical Action Bangladesh a premiação na categoria A, pela contribuição para uma economia mais inclusiva e de baixo carbono. “O prêmio tem um significado muito especial e é um reconhecimento importantíssimo para os povos da floresta e para a valorização da economia de baixo carbono”, afirmou a coordenadora da iniciativa no Imaflora, Patrícia Cota Gomes.

Óleo de pequi – No mesmo encontro, uma das organizações integrantes do Origem Brasil, a Associação Indígena Kĩsêdjê (AIK), do Parque Indígena do Xingu, que também é apoiada pelo Fundo Amazônia, foi premiada pela produção de óleo de pequi. O projeto foi um dos vencedores do Prêmio Equatorial 2019, concedido pela ONU a cada dois anos para soluções locais e indígenas de desenvolvimento sustentável.

A ONU recebeu 847 candidaturas de 127 países, e apenas 22 associações e comunidades foram premiadas. “Quando a gente falava que ia plantar pequi, muitas pessoas disseram que ia demorar muito para dar resultado, e eu respondia: ‘Não estou plantando para mim, mas para o futuro’”, diz Yaiku Suyá, coordenador de alternativas econômicas da Associação Indígena Kĩsêdjê.

Origens Brasil – Formada por populações tradicionais, povos indígenas, organizações da sociedade civil, empresas e consumidores, a rede Origens Brasil foi articulada e lançada em 2016 para defender caminhos para o desenvolvimento sustentável da Amazônia a partir da valorização das atividades econômicas das populações tradicionais e povos indígenas, suas culturas e modo de vida. Os pilares da iniciativa são a articulação em rede, tecnologia e comunicação, aproximando o produtor de empresas e do mercado consumidor, promovendo relações comerciais com menos intermediários e mais transparentes.

Carteira - O Fundo Amazônia capta recursos para serem utilizados em projetos de combate ao desmatamento e de promoção da conservação e uso sustentável no bioma amazônico. O fundo é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que é responsável pela captação de recursos, contratação das operações de apoio financeiro e monitoramento dos projetos e ações apoiados. Criado em 2008, o Fundo tem uma carteira de 103 projetos apoiados, que podem ser conferidos no site: www.fundoamazonia.gov.br.

pequi