BNDES - Agência de Notícias

Tue Mar 31 23:14:46 UTC 2020 Tue Mar 31 23:14:46 UTC 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:15:38 25/03/2019 |AGRICULTURA |SUL

Ultima atualização: 19:15 25/03/2019

Pamplona Alimentos/Divulgação
Sede da Pamplona Alimentos em Rio do Sul, Alto Vale do Itajaí

• Investimentos da empresa têm potencial para aumentar em 100% produção de salames e copas e devem gerar 237 empregos em Rio do Sul (SC)

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamentos no valor total de R$ 24 milhões à Pamplona Alimentos S.A., de Rio do Sul (SC). Os recursos permitirão modernizar e ampliar a capacidade instalada na produção de alimentos processados.

O projeto de modernização, que conta com uma contrapartida de R$ 9 milhões em recursos da própria empresa, compreende a montagem e instalação de equipamentos da linha de produção, além de obras civis e a aquisição de uma caldeira nova para a unidade industrial de Rio do Sul.

Com os investimentos, a empresa pretende aumentar em 100% a capacidade instalada de suas linhas de produção de salames e copas, que atualmente é de 795 toneladas por ano. Considerando toda a gama de processados, que inclui presuntos, linguiças e fatiados, entre outros, a unidade de Rio do Sul tem capacidade produtiva de 15 mil toneladas por ano.

Estima-se que sejam criados diretamente 200 postos de trabalho durante a implantação do projeto. Após a conclusão, a empresa prevê a geração de 37 empregos permanentes.

Com apoio de R$ 24 mi do BNDES, Pamplona Alimentos ampliará capacidade produtiva

A empresa – Fundada em 1948 com o nome de Açougue Rio-Sulense, a Pamplona ocupa hoje a 503ª posição no ranking das maiores empresas brasileiras na edição 2018 do anuário Valor 1000, do Valor Econômico.

Quinta maior exportadora brasileira de carne suína, a empresa possui oito granjas de suínos, uma fábrica de rações e duas plantas de abate e industrialização em Santa Catarina, além de uma unidade terceirizada no Rio Grande do Sul.