Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

19:38 05 de December de 2023

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:13:52 02/02/2023 |INOVAÇÃO |MEIO AMBIENTE

Ultima atualização: 13:05 17/10/2023

BNDES financia Tembici em operação inédita de micromobilidade

Com o financiamento de R$ 160 milhões do Fundo Clima, a empresa deverá aumentar quantidade de bicicletas elétricas e comuns no Brasil, além de ampliar investimento em tecnologia e inovação

Operação está vinculada à Política Nacional sobre Mudança do Clima, que garante recursos para projetos voltados para a mitigação das mudanças climáticas 

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 160 milhões para a Tembici, empresa brasileira de compartilhamento de bicicletas. O apoio terá como principais objetivos a aquisição de milhares de bicicletas elétricas e comuns, o que permitirá a expansão do serviço nas cidades em que a companhia já opera e em novas praças no Brasil, além de investimentos relacionados à tecnologia e inovação. Esse é o primeiro apoio do banco ao setor de micromobilidade urbana, que inclui transportes de veículos leves que circulam a uma velocidade de até 25 km/h e são utilizados para viagens de até 10 km de distância.

Metade do financiamento (R$ 80 milhões), terá como fonte de recursos o Fundo Clima, instrumento da Política Nacional sobre Mudança do Clima, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, que tem como finalidade garantir recursos com taxas atrativas para projetos voltados para a mitigação das mudanças climáticas. O restante do empréstimo será concedido por meio do BNDES Finem – Mobilidade Urbana.

O financiamento, que ocorre no contexto de um plano de investimento de R$ 274  milhões, a ser executado durante um período de aproximadamente 3 anos, permitirá à empresa desenvolver soluções inovadoras e aumentar a capacidade de montagem nas fábricas da Tembici localizadas na Zona Franca de Manaus e na cidade de Extrema (MG).

Estão previstas ainda ações que contribuirão diretamente para o tema de cidades inteligentes, como o compartilhamento de informações de trânsito, localização, clima e poluição, contribuindo para o planejamento da locomoção urbana em parceria com o poder público.

Os recursos do BNDES possibilitarão a redução da emissão de CO2, gerando mais créditos de carbono nas cidades.

“Esse é um projeto emblemático para o BNDES pois as bicicletas fazem parte do ecossistema de mobilidade urbana e têm potencial para substituir parcialmente o transporte motorizado nos deslocamentos de curta distância, contribuindo para melhoria da qualidade de vida nas cidades brasileiras. Esse potencial pode ser ainda maior com a ampliação da oferta de bicicletas elétricas e com a devida integração com os sistemas de transporte público“, destaca Rafael Pimentel, chefe do Departamento de Mobilidade Urbana do BNDES. “O apoio financeiro ajudará, também, no desenvolvimento da indústria e da cadeia de fornecedores no Brasil, além de fomentar inovações tecnológicas importantes para a gestão e o planejamento desses sistemas nas cidades”, completa.

“Com o apoio do BNDES a Tembici reforça, ainda mais, sua liderança em micromobilidade compartilhada e tecnologia na América Latina, projetando-se para novos mercados através de um modelo de negócios com investimento competitivo”, comenta Leandro Fariello, CFO da Tembici. “Por meio desta linha de financiamento, a Tembici se consolida como a primeira empresa de mobilidade a acessar a Linha Fundo Clima, inovando mais uma vez dentro da nossa agenda ESG. A partir desta operação a empresa ganha ainda mais competitividade nos seus ativos, gerando mais valor à sociedade, meio ambiente e economia das cidades onde estamos presentes”, completa. 

A micromobilidade compartilhada gera uma série de consequências positivas para as cidades e meio ambiente no que diz respeito à redução da poluição, racionalização da organização viária e democratização de espaços públicos, sobretudo quando combinada aos modos de transporte de massa. Além disso, propicia melhora na saúde e qualidade de vida de quem pedala, oferecendo um transporte de baixo custo e economia de tempo em diversos trajetos.

A Tembici é líder em micromobilidade na América Latina, responsável por 200 milhões de deslocamentos com bicicletas nas principais capitais brasileiras, como Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife e Porto Alegre, além de Santiago, no Chile, e Buenos Aires, na Argentina. Considerada uma das startups mais promissoras e inovadoras do país, pela lista das 100 Startups to Watch (2020 e 2021), ao longo dos últimos anos a empresa acompanhou o aquecimento do setor de micromobilidade no mundo e, devido ao seu modelo de negócio e qualidade do produto, registra crescimento sólido e contribui diretamente para consolidar a bicicleta como um modal de transporte nas cidades em que atua. Em 2022, a empresa se tornou a maior Empresa B de bicicletas compartilhadas do mundo.