BNDES - Agência de Notícias

Mon Jun 01 16:21:29 UTC 2020 Mon Jun 01 16:21:29 UTC 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:20:23 27/04/2020 |INFRAESTRUTURA |SUDESTE

Ultima atualização: 16:11 28/04/2020

Agência Minas Gerais

O diretor de Infraestrutura, Concessões e PPPs do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fábio Abrahão, e o secretário de Infraestrutura e Mobilidade do Estado de Minas Gerais, Marco Aurélio de Barcelos Silva, assinaram, na última semana, contrato referente ao suporte técnico que será prestado pelo Banco na estruturação de projetos de desestatização de três mil quilômetros de trechos rodoviários mineiros.

O BNDES realizará estudos técnicos referentes à estruturação para a privatização de seis lotes do Programa Mineiro de Concessões Rodoviárias, que estão localizados nas regiões do Triângulo Mineiro, Pouso Alegre, Itajubá, Varginha, São João del-Rei, Itapecerica, Lagoa da Prata, entre outras. Os investimentos estimados para essa estruturação podem alcançar cerca de R$ 6,5 bilhões, beneficiando mais de cem municípios.

Minas Gerais é o estado com a maior malha rodoviária do Brasil. São 273 mil quilômetros, que correspondem a 16% de todas as estradas existentes no país. No entanto, segundo a Pesquisa CNT de Rodovias, realizada em 2019 pela Confederação Nacional de Transporte, quase um terço das rodovias mineiras apresenta uma situação abaixo do regular no que concerne à pavimentação, sinalização e geometria da via.

“Esses projetos elevarão a capacidade e a segurança das rodovias mineiras com investimentos fundamentais para contribuir com o desenvolvimento econômico e social do estado, mediante redução de custos logísticos, aumento de produtividade e geração de empregos”, explicou o superintendente da Área de Estruturação de Parcerias de Investimentos do BNDES, Cleverson Aroeira. Segundo ele, tais entregas para a sociedade serão o resultado do comprometimento do Estado de Minas e da ação da Fábrica de Projetos do BNDES, com uma equipe técnica dedicada a estruturar projetos de infraestrutura que serão desenvolvidos em parceria com a iniciativa privada.

Os estudos previstos no contrato celebrado entre o Banco e o Estado de Minas poderão gerar concessões de projetos de infraestrutura capazes de contribuir para o alcance de alguns dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) determinados pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Entre eles, construir infraestruturas mais resistentes, fomentar a inovação, promover o crescimento econômico inclusivo e sustentável, promover emprego pleno e produtivo.

Atuando junto a todos os níveis da federação, o BNDES tem, atualmente, diversos projetos em estruturação que abrangem setores como saneamento, iluminação pública, rodovias, mobilidade urbana, energia elétrica e portuário.