Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Sun Jan 29 03:32:35 CET 2023 Sun Jan 29 03:32:35 CET 2023

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:11:55 07/12/2022 |MEIO AMBIENTE |MERCADO DE CAPITAIS |MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS

Ultima atualização: 12:08 07/12/2022

Depositphotos

- Com capital alvo de R$ 300 milhões, pela primeira vez uma edição do Fundo Criatec tem foco na temática ASG 
- Empresas investidas deverão atuar prioritariamente em setores como cidades inteligentes, tecnologias verdes e gestão pública


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) contratou a Crescera Capital e a Triaxis Capital como gestoras do   Fundo Criatec 4 ASG. A quarta edição da iniciativa tem como foco o compromisso socioambiental das empresas startups investidas, além do desenvolvimento de práticas de governança. A contratação foi anunciada nesta quarta-feira (7) pelo Filipe Borsato, Chefe do Departamento de Gestão de Investimentos em Fundos do BNDES, durante o BNDES Day, evento sobre desenvolvimento sustentável que está sendo realizado no edifício do Banco.

O fundo investirá em empresas brasileiras de base tecnológica e crescimento acelerado com faturamento bruto de até R$ 16 milhões ao ano. A meta de captação é de R$ 300 milhões e a participação do Banco será limitada a 50% do total captado (observado o limite de R$ 125 milhões). O fundo terá prazo de duração de dez anos, sendo até 5 anos de captação e investimento. Os desinvestimentos – vendas das participações adquiridas devem ser realizados até 2033.

Deverão ser investidas de 25 a 35 empresas. No mínimo, 50% delas devem atuar prioritariamente nos setores de: (i) Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes ou Tecnologias Habitacionais; (ii) Educação ou Empregabilidade; (iii) Cadeia da Saúde; (iv) Sustentabilidade ou Tecnologias Verdes; (v) Tecnologias Financeiras; ou (vi) Cidadania ou Gestão Pública.
Para garantir que os objetivos do fundo sejam de fato alcançados, a iniciativa incentivará a conquista de certificação que comprove o desenvolvimento de práticas ASG. Esse tipo de comprovação garante que a empresa equilibra propósito e lucro, considerando o impacto de suas decisões em seus trabalhadores, clientes, fornecedores, comunidade e meio ambiente. 

O fundo também prezará pela diversificação geográfica dos investimentos, bem como pela diversidade dos quadros funcionais das empresas investidas.

O diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, Bruno Laskowsky, destacou o fato da série de fundos Criatec, ter apoiado mais de 100 empresas que trazem soluções para desafios sociais, ambientais e de produtividade, estimulando o ecossistema do empreendedorismo no país e transformando positivamente a vida dos brasileiros. O programa tem seus resultados mensurados, que comprovam efeitos positivos sobre admissões, empregos, massa salarial e remuneração, com o destaque sobre pedidos de patentes. “O Criatec 4, maior fundo da série, traz o sufixo ASG no seu nome, o que demonstra o compromisso do Banco de promover essa consciência nas empresas investidas”, afirma o diretor.

“Os Fundos da série Criatec possuem um papel histórico fundamental na evolução do ecossistema de venture capital no Brasil. Tivemos uma excelente experiência como gestores do Criatec 2, formando uma carteira diversificada de empresas com resultados impactantes em seus ecossistemas locais, entregando também retornos financeiros substanciais para os investidores do Fundo. Nossa ideia é manter para o Criatec 4 a mesma receita de sucesso utilizada no segundo fundo da série” – diz Fernando Silva, Sócio e Head de Venture Capital na Crescera Capital.

“Atuamos nos fundos Criatec 1 e 2 e temos muito orgulho de ter contribuído com a formação de empreendedores e com o desenvolvimento de empresas que se tornaram referência em diversas regiões do Brasil. Com a experiência e know how adquirido ao longo de mais de 15 anos investindo em empresas inovadoras conseguimos atingir um retorno acima do benchmark no Criatec 2 e estamos confiantes que conseguiremos superar esse resultado no Criatec 4”, diz Reinaldo Coelho, Sócio e Diretor da Triaxis Capital.

A Triaxis Capital é uma gestora independente de investimentos, especializada em Venture Capital, fundada em 2012, com atuação nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A Triaxis Capital realizou 35 investimentos desde a sua fundação, distribuídos em 10 estados, e 12 desinvestimentos com um retorno médio acima de 8 vezes o capital investido, sendo uma das poucas gestoras de venture capital no Brasil com track record de retorno acima do benchmark para os seus investidores.

Atuando no mercado desde 2008, a Crescera é uma Gestora independente de Private Equity e Venture Capital com aproximadamente R$ 5 bilhões sob sua gestão. Fundada por profissionais com experiência no mercado financeiro, a Crescera reúne um track record de criação de valor para empreendedores, empresários e investidores. Sua equipe principal de investimentos trabalha em conjunto, investindo em empresas com alto potencial de crescimento há mais de dez anos, sendo desde 2013 na Bozano Investimentos e agora sob a marca Crescera Capital.

Fundos Criatec – A primeira versão do Criatec foi uma iniciativa conjunta do BNDES com o Banco do Nordeste (BNB) e tinha um patrimônio inicial de R$ 100 milhões. Já o Criatec 2 contou com BNDES, BNB e outros quatro investidores, além de um patrimônio maior: R$ 186 milhões. A terceira edição dispôs de R$ 217 milhões para investimento em micro e pequenas empresas inovadoras das regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste. 

Os fundos Criatec 1, 2 e 3 investiram em 104 empresas inovadoras com alto potencial de crescimento nas cinco regiões do Brasil. Algumas participações já começaram a ser vendidas e há diversos casos de sucesso, com empresas que foram negociadas por cinco ou seis vezes o capital aportado, como o caso da empresa Bling, cuja venda para Locaweb retornou 60 vezes o valor investido para o fundo Criatec 2.

Mais informações sobre o Criatec 4 ASG podem ser obtidas na página https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/mercado-de-capitais/fundos-de-investimentos/criatec/criatec-iv

Já os dados gerais sobre os quatro fundos estão disponíveis no site do BNDES: https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/mercado-de-capitais/fundos-de-investimentos/criatec/criatec