BNDES - Agência de Notícias

14:41 29 de October de 2020

Por: Agência BNDES Notícias

Publicação:17:42 18/09/2020 |MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS

Ultima atualização: 17:53 18/09/2020

·         Em menos de três meses em operação, Programa Emergencial de Acesso a Crédito já ultrapassou metade de sua dotação prevista e beneficiou mais de 65 mil empresas
 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já concedeu garantias para mais de R$ 50 bilhões em empréstimos e financiamentos no âmbito do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (PEAC). Os recursos beneficiam mais de 65 mil pequenas e médias empresas, que estima-se que empreguem cerca de 3 milhões de pessoas. O valor médio dos empréstimos praticados até o momento foi de R$ 679 mil.

 

"O sucesso do PEAC é resultado da capacidade de aprendizado, articulação e melhoria contínua para atender às necessidades de crédito do empreendedor brasileiro”, destaca o presidente do BNDES, Gustavo Montezano. “O BNDES vai cada vez mais investir em soluções para ampliar o acesso a crédito, seja  pela prestação de garantias, seja pela construção de novos canais”, afirma.

 

Criado em parceria com a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (SEPEC) do Ministério da Economia, o programa já recebeu R$ 15 bilhões do Tesouro Nacional. Esses recursos, que são usados para garantir os financiamentos, permitem a alavancagem do valor dos créditos em até 5 vezes. Do aporte já realizado, foram comprometidos aproximadamente R$ 11 bilhões com garantias (que correspondem a 73% do orçamento atual do programa), o que, tendo em vista a alavancagem, possibilitou a concessão dos mais de R$ 50 bilhões de financiamentos por meio dos agentes financeiros habilitados para o programa.


Conforme a evolução da demanda, o Tesouro poderá aportar, ao todo, até R$ 20 billhões no programa, o que pode significar quase R$ 100 bilhões em financiamentos para pequenas e médias empresas. O PEAC começou a ser operacionalizado em 30 de junho e tem vigência até 31 de dezembro de 2020.

 

Sobre o PEAC – O programa tem o objetivo de destravar o crédito para pequenas e médias empresas, associações, fundações privadas e cooperativas, exceto as de crédito, que faturaram entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões em 2019. Atualmente, 45 agentes financeiros já estão habilitados a oferecer os empréstimos, que podem ser de R$ 5 mil até R$ 10 milhões.

 

São concedidas por meio do BNDES garantias aos agentes financeiros, mitigando os impactos econômicos da pandemia da Covid-19. A cobertura é de 80% do valor de cada operação, limitada a até 30% do total da carteira de cada instituição financeira para operações de créditos concedidos a empresas de pequeno porte, e até 20% para operações com empresas de médio porte.

 

São passíveis à garantia emergencial do PEAC não só as operações de crédito contratadas com recursos do BNDES (por meio de algumas de suas linhas de financiamento), mas também as oferecidas pelas próprias instituições financeiras. Tais recursos podem ser utilizados pelas empresas para diferentes finalidades, de acordo com cada linha, inclusive para reforçar o seu capital de giro.

 

No site do BNDES, é possível saber mais sobre o programa e consultar as instituições financeiras habilitadas, bem como acompanhar o desempenho de cada uma delas, por meio do link.