BNDES - Agência de Notícias

Wed Apr 01 00:27:32 UTC 2020 Wed Apr 01 00:27:32 UTC 2020

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:12:55 05/03/2020 |EDUCAÇÃO |NORDESTE |SUL

Ultima atualização: 13:11 06/03/2020

DepositPhotos
Escola pública de Lagarto, em Sergipe, um dos Estados já beneficiados pela iniciativa BNDES Educação Conectada
  • Iniciativa implementará tecnologia digital em 126 escolas públicas de Ilhéus e Lauro de Freitas (BA) e Campo Mourão e Guarapuava (PR)

  • Investimentos em computadores e outros equipamentos visam aumentar interesse e rendimento dos alunos, além de promover inclusão digital

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio à implementação de tecnologias digitais por instituições públicas de ensino em Ilhéus e Lauro de Freitas, na Bahia, e em Campo Mourão e Guarapuava, no Paraná. Realizados dentro do programa BNDES Educação Conectada, os investimentos em equipamentos e demais bens e serviços de conectividade beneficiarão cerca de 59 mil alunos de 126 escolas municipais e estaduais.

O apoio do banco de fomento será de R$ 10,21 milhões não-reembolsáveis (financiamentos nos quais não há devolução em dinheiro, ou seja, a contrapartida é a comprovação da realização do projeto) e contemplarão 100% das escolas urbanas das redes estaduais e aproximadamente 50% das escolas urbanas das redes municipais dessas quatro cidades. Na Bahia, R$ 5,12 milhões em investimentos impactarão 33 mil alunos de 63 escolas (13,6 mil alunos de 29 escolas de Ilhéus, no Sul do Estado, e 19,4 mil alunos de 34 escolas de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador). Já no Paraná, R$ 5,09 milhões do BNDES beneficiarão cerca de 26 mil alunos de 63 escolas (8,2 mil alunos de 21 escolas de Campo Mourão, Centro-Oeste do Estado, e 17,7 mil alunos de 42 escolas de Guarapuava, no Centro-Sul).

Investimentos – Os recursos do BNDES serão aplicados na infraestrutura para uso pedagógico e de conectividade (tais como computadores, impressoras, projetores, roteadores, fones de ouvido, microfones e caixas acústicas).

Além dos recursos do banco de fomento, as escolas públicas desses municípios contarão ainda com R$ 1,2 milhão de parceiros privados destinados à formação de 5,6 mil professores em práticas pedagógicas inovadoras mediadas por tecnologia.

Com os investimentos, são esperados melhorias no rendimento dos alunos, redução da evasão escolar e dos índices de repetência, aumento da frequência e do interesse dos estudantes, engajamento das famílias no processo de aprendizagem e promoção de acessibilidade e inclusão.

O prazo de execução dos dois projetos é de 24 meses, com início previsto para março de 2020.

Educação Conectada – Com a aprovação do apoio do Banco a esses novos projetos nos municípios baianos e paranaenses, a iniciativa BNDES Educação Conectada já soma 11 municípios — de seis Estados brasileiros — beneficiados. Essas cidades receberão recursos destinados à incorporação de tecnologia para a educação pública. São elas: Cachoeira do Sul e Santa Maria, no Rio Grande do Sul; Araguaína e Gurupi, no Tocantins; Lagarto, em Sergipe; Campina Grande e Sousa, na Paraíba; e, agora, Campo Mourão e Guarapuava, no Paraná, e Ilhéus e Lauro de Freitas, na Bahia. Ao todo, 162 mil alunos e 12 mil professores de aproximadamente 400 escolas serão beneficiados.

Ação conjunta entre o banco de fomento e o Ministério da Educação (MEC), o BNDES Educação Conectada promoveu uma chamada pública com R$ 22 milhões em recursos não reembolsáveis do Fundo Social do BNDES, além de R$ 20 milhões da Fundação Lemann e da Fundação Itaú Social, parceiros da iniciativa que também prestam colaboração técnica.

A iniciativa conta ainda com apoio do Centro para Inovação da Educação Brasileira (Cieb), responsável por prover suporte técnico às secretarias de educação para execução dos projetos, e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que responde pelas atividades de monitoramento, avaliação e sistematização do conhecimento da iniciativa.

Chamada seleciona 19 instituições para a Rede do Observatório Tecnologia na Escola

 

No dia 13 de fevereiro, foi divulgado o resultado da chamada pública promovida pelo Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE) da FGV, no âmbito da inciativa Educação Conectada. O objetivo dessa ação é fomentar o uso da tecnologia como ferramenta pedagógica em mais de 400 escolas públicas de educação básica em vários estados do país.

Para monitorar e avaliar políticas e projetos educacionais da iniciativa foram selecionadas 19 instituições (universidades, centros de pesquisa e instituições multilaterais), de diferentes regiões do país, com comprovada experiência no campo da avaliação de políticas e projetos educacionais. Elas vão compor a Rede de Instituições do Observatório Tecnologia na Escola.

Resultado – A lista das instituições, divulgada pelo Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (Ceipe) da FGV, é a seguinte: Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe), Fundação Cesgranrio, Laboratório de Pesquisa e Integração em Psicologia, Educação e Tecnologia da Universidade de São Paulo/Riberão Preto (ConectaLab USP), Fundação Carlos Alberto Vanzolini (FCAV), Fundação Geraldo Perlingeiro Abreu; Grupo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação Municipal da Universidade Federal do Tocantins/Palmas (Gepeem), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), Somas Projetos Sociais; Universidade Estadual da Região Tocantins do Maranhão (Uemasul), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)/Pró- Reitoria de Ensino Médio e Educação a Distância, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)/Grupo de Estudos e Pesquisas Movimentos Sociais, Diversidade e Educação do Campo e Cidade; Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal do Tocantins/Campus de Araguaína (UFT), Universidade Tiradentes (Unit-Sergipe) e Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).


Saiba mais sobre a iniciativa BNDES Educação Conectada.

 

Leia mais:

BNDES Educação Conectada já beneficia 168 mil estudantes de 406 escolas públicas

Paraíba lança projeto selecionado na chamada pública do Educação Conectada

Educação Conectada: Comunidade scolar de Lagarto (SE) conhece programa de inovação digital

Educação Conectada: 6 estados já se preparam para usar tecnologia digital nas escolas

Chamada pública do Educação Conectada mobiliza todos os Estados e o DistritoFederal