Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

Sat Jun 12 06:09:36 UTC 2021 Sat Jun 12 06:09:36 UTC 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:19:38 26/05/2021 |INSTITUCIONAL |INTERNACIONAL |SAÚDE

Ultima atualização: 19:44 26/05/2021

André Telles/BNDES
Mais de 50 milhões de EPIs já foram entregues a hospitais

• Programa de financiamento coletivo Salvando Vidas recebeu prêmio Alide de Melhores Práticas nas Instituições Financeiras de Desenvolvimento

Maior programa de financiamento coletivo já realizado no Brasil, o Matchfunding Salvando Vidas, promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), recebeu nesta quarta-feira, 26, o prêmio Alide de Melhores Práticas nas Instituições Financeiras de Desenvolvimento. O programa já arrecadou mais de R$ 100 milhões até agora, mobilizando 62 empresas e 1686 pessoas físicas.

A premiação aconteceu durante a Reunião Ordinária da Assembleia Geral da Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide), realizada de forma virtual nestes dias 25 e 26, sob o tema-central “Para além da tripla crise: continuidade ou mudança?”. O matchfunding do BNDES foi premiado na categoria “Informação, Assistência Técnica e Responsabilidade Social”. No Salvando Vidas, o Banco dobra o valor de recursos doados por empresas e pessoas físicas para compra de equipamentos necessários a hospitais que atendem à rede pública.

“O Salvando Vidas tem o objetivo de minimizar o cenário tão triste da pandemia, que, infelizmente, vem apresentando altas taxas de mortalidade na América Latina”, destacou o chefe do Departamento do Complexo Industrial e de Serviços de Saúde do BNDES, João Paulo Pieroni. Para o executivo, que representou o presidente Gustavo Montezano na cerimônia, “engajar a sociedade civil para viabilizar equipamentos e insumos para hospitais do SUS (Sistema Única de Saúde) é o principal mérito do projeto".

Desde o seu lançamento, em abril de 2020, até o início deste mês de maio, o programa já mobilizou R$ 104,35 milhões (um real do BNDES para cada real doado por parceiros). Os recursos foram revertidos em insumos para mais de 600 hospitais filantrópicos e santas casas e em mais de 50 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs) — como máscaras, luvas, toucas e aventais — para os profissionais atuantes nessas instituições, que realizam atendimento pelo SUS em quase 500 cidades de todas as regiões do País. Também estão em processo de aquisição e entrega 15 usinas de oxigênio para atender as UTIs de hospitais regionais. A primeira delas, no Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista já foi entregue.

“Parabenizamos o BNDES por este lindo produto, que faz jus à última letra do seu nome, que significa ‘Social’”, disse o secretário-geral da Alide, Edgardo Alvarez, durante a cerimônia. Em comunicado ao Banco para informar da premiação, Alvarez havia destacado o matchfunding como “uma atitude solidária e pioneira entre os bancos de desenvolvimento, que, além das suas funções financeiras, mostra um rosto humano”.

A Alide reúne mais de 50 instituições financeiras de desenvolvimento de 22 países da América do Sul, América do Norte, Caribe e América Central. O matchfunding Salvando Vidas é uma iniciativa do BNDES em parceria com Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), a plataforma de matchfunding Benfeitoria, a Sitawi Finanças do Bem, a plataforma de tecnologia Bionexo e a auditoria independente Ernst & Young.