Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

16:53 23 de July de 2024

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:19:38 22/05/2023 |CULTURA

Ultima atualização: 13:05 17/10/2023

Após 3 anos, BNDES anuncia retomada dos espetáculos musicais em seu Espaço Cultural

  • Edital para seleção de 160 espetáculos da temporada 2023/25 das séries Quintas no BNDES e Sextas Instrumentais será lançado na sexta, 26

  • Gêneros contemplados são Música Erudita, Música Popular/Instrumental ou Música Popular/Cantada

  • Interessados poderão inscrever seus projetos nas categorias Renome, Destaque ou Novos Talentos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou, nesta segunda-feira, 22, que, após três anos de paralisação, retomará os espetáculos culturais em sua sede operacional, na Avenida Chile, no centro do Rio. A iniciativa foi anunciada pelo presidente Aloízio Mercadante e pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, em entrevista coletiva de imprensa no Espaço Cultural BNDES.

O edital de concurso para seleção e contratação de espetáculos musicais para a temporada 2023-2024 estará disponível no site do BNDES, na próxima sexta, 26. As apresentações farão parte da programação das séries Quintas no BNDES e Sextas Instrumentais. Serão contratados pelo menos 160 espetáculos e será formado cadastro de reserva. As inscrições deverão ser feitas por meio de formulário online disponível no site www.bndes.gov.br/concursomusica2023.

“Voltaremos a ter música popular gratuita no BNDES. Essa é uma forma de revitalizar o Centro, junto com a prefeitura, preenchendo esse espaço arquitetônico tão importante que não pode ser esvaziado”, disse Mercadante.

Os interessados poderão inscrever seus projetos musicais nas categorias Renome, Destaque ou Novos Talentos, e nos gêneros Música Erudita, Música Popular/Instrumental ou Música Popular/Cantada. No momento da inscrição, cada projeto também deverá ser enquadrado por seu proponente em uma das faixas definidas pelo edital.

O julgamento dos projetos inscritos levará em consideração o melhor conteúdo artístico, com base nos seguintes critérios: concepção do espetáculo (organização do projeto, originalidade, contribuição à diversidade cultural); análise do repertório (seleção das obras e/ou qualidade das composições no caso de obras inéditas); qualidade artística da performance; currículo da persona artística (músico ou grupo musical que esteja à frente do projeto) e/ou dos músicos envolvidos no espetáculo; e potencial de comunicação (potencial do espetáculo em atrair público, considerando tanto o apelo para assistir presencialmente, como também atratividade de audiência em TV e acessos em redes sociais, bem como visibilidade na imprensa de grande circulação).

Os 160 espetáculos melhor classificados serão contratados, sendo 48 na categoria Renome, 48 na categoria Destaque e 64 na categoria Novos Talentos. Os demais projetos classificados — ou seja, aqueles que atingirem a nota mínima de classificação e estiverem fora do número de vagas — poderão compor um cadastro de reserva, formado de acordo com a respectiva categoria e gênero. No período de vigência do concurso (24 meses contados a partir da sua homologação) e a critério do BNDES, conforme a necessidade de composição da programação e observada a disponibilidade de recursos, projetos do cadastro de reserva também poderão ser contratados.