BNDES - Agência de Notícias

15:42 23 de January de 2021

Por: Agência BNDES de Notícias

Publicação:19:55 13/01/2021 |INSTITUCIONAL

Ultima atualização: 19:58 13/01/2021

Divulgação: Apex-Brasil
Gustavo Montezano, presidente do BNDES, e Sergio Segovia, presidente da Apex-Brasil, durante cerimônia de assinatura do acordo.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) assinaram nesta quarta-feira, 13, Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com foco no apoio à inserção de startups brasileiras no mercado externo e na captação de investimentos estrangeiros. O documento foi firmado pelos presidentes do Banco, Gustavo Montezano, e da Agência, Sergio Segovia, em cerimônia em Brasília.

 

O novo ACT retoma parceria realizada de 2009 a 2014. Além de acrescentar novos focos, dá continuidade ao objetivo de unir esforços entre as duas instituições para fomentar a exportação de bens e serviços nacionais e a inserção internacional de empresas brasileiras. “O acordo formaliza uma parceria sinérgica. As instituições são complementares em funções, conhecimentos e capacidades”, explicou Montezano.

 

No que tange ao fomento às exportações, a parceria do BNDES com a Apex tem por objetivo não apenas apoiar exportadores já estabelecidos mas contribuir na capacitação das empresas, principalmente micro, pequenas e médias (MPMEs) interessadas em disputar e atuar no mercado internacional. As equipes já vêm trabalhando na identificação de projetos setoriais que deverão contar com um envolvimento crescente do Banco em suas atividades. Estima-se que a parceria tenha o potencial de atender a quase nove mil MPMEs.

 

“O Brasil é um país ainda relativamente fechado.Temos o desafio de torná-lo mais participante no mercado de trocas internacional, seja como exportador ou receptor de investimentos”, disse o presidente do Banco.

 

Entre as ações previstas no plano de trabalho da nova parceria, estão a participação mútua em roadshows e eventos com potenciais investidores, o compartilhamento de informações e bases de dados para geração de estudos setoriais e a identificação de nichos de apoio, atividades de inteligência de informação, o treinamento de empresários e a capacitação para técnicos e parceiros.

 

O presidente Segovia destacou que as instituições signatárias atuarão conjuntamente em dois eventos fundamentais para a captação de investimentos externos: o Brazil Investment Forum (BIF), em 31 de maio e 1º de junho, em São Paulo, e a Expo Universal, que acontece a partir de outubro em Dubai. “Não faltam recursos nem investidores interessados no Brasil. Mas, para captá-los, temos de atuar sinergicamente por meio de parcerias como a que estamos formalizando hoje”, resumiu o presidente da Apex.