BNDES - Agência de Notícias

06:50 02 de July de 2020

Blog do Desenvolvimento

Tecnologias que influenciarão o futuro da agropecuária

De acordo com artigo publicado no livro Panoramas Setoriais 2030, a produção agropecuária mundial continuará a se expandir nos próximos anos impulsionada por avanços tecnológicos relacionados, principalmente, à biotecnologia e à chamada agricultura digital. Essa expansão ocorrerá tanto nos maiores produtores mundiais (EUA, China, UE) quanto em países emergentes (Brasil, Argentina, países da África subsaariana), ainda que nestes últimos deva ocorrer em ritmo superior, sobretudo devido à existência de pastagens e terras agrícolas com baixa produtividade.

A tecnologia mais relevante para o setor no futuro continuará sendo a biotecnologia, utilizada não só no melhoramento genético vegetal e animal, mas também no desenvolvimento de produtos veterinários, defensivos agrícolas e fertilizantes organominerais. 

Produção TecnologiaA edição genômica vem ganhando força nos últimos anos como ferramenta para aumentar a eficiência produtiva de animais e vegetais por meio da seleção e disseminação de características de interesse econômico nesses organismos, tais como melhor desempenho em determinadas condições de solo e clima (incluindo estresse hídrico) e maior resistência a pragas e doenças.  A partir dela, é possível identificar genes de interesse no DNA de qualquer espécie e modificá-lo de acordo com as necessidades da pesquisa, sem a inclusão de genes de outras espécies. 

A transgenia, que permite, por outro lado, a transmissão dos genes desejados entre espécies diferentes, também se desenvolveu muito recentemente, ainda que o crescimento da resistência apresentada por parte de alguns consumidores a esses produtos tenha levado empresas relevantes na comercialização de grãos a entrar em mercados de produtos não transgênicos. 

 

No Brasil, a Embrapa é reconhecida internacionalmente como referência em pesquisas no setor, o que pode colocar o país em posição de liderança no melhoramento genético de alguns vegetais e animais.

 

A outra vertente de avanço tecnológico que deve impactar o setor é o uso mais intensivo da agricultura de precisão, incorporada em máquinas e equipamentos e acompanhada da conectividade à internet, permitindo o acompanhamento e a análise remota das operações no campo. Essa tecnologia, também chamada de agricultura digital, promete, assim como a biotecnologia, aumentar a produtividade agrícola e reduzir o uso de água e de fertilizantes. Um exemplo disso seria a utilização de drones, conectados a softwares, para a detecção de pragas e de falhas no plantio e na irrigação nas lavouras. 

 

O conteúdo desse texto foi extraído e adaptado do artigo Agropecuária, de autoria de Gisele Ferreira Amaral e Diego Duque Guimarães, publicados em Panoramas Setoriais 2030: Desafios e oportunidades para o Brasil

 

* campo obrigatório