BNDES - Agência de Notícias

00:42 21 de September de 2020

Blog do Desenvolvimento

10:30 20/04/2018

Investimento |
Institucional |
Macroeconomia |
Artigo |

O BNDES e o investimento: 2000 a 2016

Em dez anos, a taxa de investimento brasileira saiu de 16,6% do produto interno bruto (PIB), em 2003, para 20,9% do PIB, em 2013. Em apenas três anos, esse desempenho foi mais do que revertido, com a taxa caindo para 16,4% do PIB, em 2016. Essa oscilação no investimento está longe de ser fora do comum na experiência internacional. No entanto, deixa a forte impressão de o país ter dado um passo atrás em sua história, ou seja, que tudo que foi obtido no primeiro período foi desperdiçado no segundo. No que tange ao BNDES, banco de desenvolvimento voltado a impulsionar o investimento, cabe investigar qual foi o resultado de sua atuação nesses anos.

No “Texto para Discussão 122 – O BNDES e o investimento: 2000 a 2016”, Fernando Puga e Humberto Gabrielli, além de fazerem uma análise da evolução da taxa de investimento brasileira, também comparam a evolução dos investimentos com a dos desembolsos do BNDES,  analisam os desempenhos na indústria, no segmento de micro, pequenas e médias empresas e na infraestrutura e comparam o estoque de crédito do Banco e o estoque de capital fixo da economia.

 

 

 

Conteúdos relacionados
 

Determinantes de curto prazo para a produtividade dos países

A indústria brasileira, a atuação do BNDES e algumas propostas

* campo obrigatório