BNDES - Agência de Notícias

Tue Mar 31 23:04:00 UTC 2020 Tue Mar 31 23:04:00 UTC 2020

Blog do Desenvolvimento

17:00 10/01/2020

Podcast |
Diálogos BNDES |
Saúde |
Fiocruz |

BNDES e Fiocruz falam sobre desafios da área de saúde

O quinto episódio do podcast Diálogos BNDES aborda a relação entre saúde e desenvolvimento, mostrando como o setor impacta diretamente o bem-estar e a capacidade produtiva da população, mas também como pode gerar resultados positivos para a economia ao estimular atividades ligadas a pesquisa, inovação e tecnologia.

 

Os convidados da edição são o chefe do Departamento do Complexo Industrial e de Serviços de Saúde do BNDES, João Paulo Pieroni, e a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima.

 

Na primeira parte da conversa, divulgada agora, eles falam sobre: a importância histórica da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), discutindo ainda as dificuldades de financiamento e de gestão do sistema; o papel da atenção primária e seu impacto na organização do atendimento; os avanços que podem ser obtidos com digitalização e integração de dados no setor; e no papel da ciência, tecnologia e inovação para a promoção da saúde, entre outras questões.

 

Escute a primeira parte do episódio: 

 

 

Ou copie o RSS Feed para sua plataforma favorita: https://anchor.fm/s/105ce4a4/podcast/rss 

 

 

“A saúde emprega hoje, direta ou indiretamente, cerca de 20 milhões de pessoas no país. É um contingente maior do que o de desempregados. E é um setor dinâmico, correspondendo a um terço da pesquisa e inovação no nosso país” – Nísia Trindade Lima

 

“(O Brasil) É o único país que tem um sistema universal para mais de 200 milhões pessoas, com disparidades regionais enormes, com o tamanho geográfico do Brasil, o que implica em uma dificuldade grande de implantação do sistema, em uma complexidade muito grande, mas mesmo assim, se a gente olhar o avanço que nós tivemos de 1988 para cá em indicadores relacionados à saúde, ele foi muito relevante” - João Paulo Pieroni

 

“Existe uma série de estudos (...) que mostram que 80% de todos os casos que chegam num hospital poderiam ser evitados se você atendesse em um primeiro atendimento o que a gente conhece como atenção primária, que é o posto de saúde, é a unidade básica de saúde” - João Paulo Pieroni

 

“Temos que avançar nesse tipo de visão, de como utilizar as tecnologias da informação dentro de uma visão de uma política de integração de dados, de seu uso virtuoso para um boa política de saúde, preservando o direito das pessoas, evitando o uso comercial dessas informações, entre outros aspectos importantes” - Nísia Trindade Lima

 

 

Confira abaixo alguns links citados durante o episódio:

 

Dr. Dráuzio Varella -  “Sem o SUS, é a barbárie”

No artigo, o médico brasileiro escreve sobre os avanços obtidos com a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) e comenta alguns dos principais desafios relacionados ao seu funcionamento e sustentabilidade. 

Acesse em: https://drauziovarella.uol.com.br/drauzio/artigos/sem-o-sus-e-a-barbarie-artigo/

 

Programa Estratégia Saúde da Família

O programa do Ministério da Saúde busca promover a qualidade de vida da população brasileira e intervir nos fatores que colocam a saúde em risco, como falta de atividade física, má alimentação e o uso de tabaco.

Saiba mais: http://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/saude-da-familia

 

National Institute for Health and Care Excellence (NICE)

Agência britânica dedicada à produção de análises e orientações sobre o sistema público de saúde. Uma das atribuições do órgão é fazer o acompanhamento da incorporação tecnológica no setor.  

Acesse a página: https://www.nice.org.uk/

 

Health at a Glance 2019

O relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apresenta dados e tendências sobre saúde da população e sobre gestão dos sistemas de saúde para os diferentes países-membros da OCDE, além de candidatos e parceiros. A publicação compara os gastos com saúde nos diferentes países, incluindo o Brasil.

Confira o relatório

 

Alagoas será o primeiro estado a ter saúde conectada e integrada

A notícia do Blog da Saúde (Ministério da Saúde) fala sobre a implementação, em caráter piloto, no estado de Alagoas, do programa Conecte SUS, que faz o uso de recursos de tecnologias de informação e comunicação (TIC) para produzir e disponibilizar informações confiáveis da saúde.

Leia mais: http://www.blog.saude.gov.br/k8jryq

 

Centro de Integração de Dados e Conhecimento para Saúde (Cidacs)

Vinculado à Fiocruz Bahia, o centro desenvolve estudos e pesquisas com base nas principais plataformas de dados da instituição, buscando contribuir para ampliar o entendimento dos determinantes e das políticas sociais e ambientais sobre saúde da população.

Acesse o site: http://cidacs.bahia.fiocruz.br/

 

World Mosquito Program

O programa é uma iniciativa internacional voltada para o combate de doenças transmitidas por mosquitos. Atualmente presente em 12 países, ele é conduzido no Brasil pela Fiocruz.

O controle da disseminação das chamadas arboviroses, como dengue, Zika, chikungunya e febre amarela, é feito por meio da introdução da bactéria Wolbachia nas populações do mosquito Aedes aegypti.

Saiba mais: http://www.eliminatedengue.com/brasil

 

Fundo de População das Nações Unidas

O Fundo é a agência de desenvolvimento internacional da ONU que trata de questões populacionais, sendo responsável por contribuir com os países para garantir o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva, incluindo o exercício do direito à maternidade segura.

Acesse: https://nacoesunidas.org/agencia/unfpa/

 

Conteúdos relacionados

 

Startups a serviço da saúde

 

Dados a serviço da saúde: basta proteger?

 

Dinâmica e competitividade do setor farmacêutico

 

Como surge um novo medicamento?

 

Judicialização da saúde 

 

Efeitos do copagamento de medicamentos de saúde no Brasil

 

Causas de morte no Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

* campo obrigatório