Aviso: Utilizamos dados pessoais, cookies e tecnologias semelhantes de acordo com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

BNDES - Agência de Notícias

21:33 20 de May de 2022

Blog do Desenvolvimento

Estudo destaca papel das energias renováveis na agenda do clima

No contexto das discussões da COP26 e da agenda de mitigação das mudanças climáticas, o BNDES lança uma série de estudos que explicam como bancos de desenvolvimento podem atuar para alavancar os investimentos em três setores estratégicos: energias renováveis, reflorestamento e mobilidade urbana.

 

A primeira publicação, #Por um futuro sustentável – BNDES + energias renováveis, destaca a grande participação das fontes renováveis na matriz energética brasileira – de 48,4% em 2020 – e mapeia como o BNDES contribuiu para incrementar esse tipo de geração no século XXI. O estudo registra que, entre 2000 e 2020, o Banco desembolsou mais de R$ 133 bilhões (a preços de agosto de 2021) para projetos de energias renováveis, impulsionando investimentos em parques eólicos, usinas solares, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), geração por biomassa, e ainda em biocombustíveis. 

capa_paper_energia_renovavel

 

Esse apoio do Banco, como mostra a publicação, representa uma contribuição expressiva para a redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE) e para o cumprimento das metas assumidas pelo Brasil no Acordo de Paris. Considerando os projetos apoiados pelo BNDES no período de 2015 a 2020, a análise aponta que isso equivale a um total de emissões evitadas de 48,1 milhões de toneladas de CO2.

 

Baixe o estudo completo e saiba mais sobre como o BNDES vem trabalhando por um futuro sustentável

 

Acesse também a versão em inglês

   

Conteúdos relacionados

 

Sustentabilidade: infográfico apresenta uma breve história do conceito

 

Fontes de financiamento para os ODS: parcerias rumo ao desenvolvimento sustentável

 

BNDES lança relatório sobre títulos que financiam projetos sustentáveis

 

7 questões para entender o mercado brasileiro de energia

 

 

 

*campo obrigatório